Após perder filho afogado, mãe monta ONG para ensinar natação nos EUA

Atualizado em  21 de novembro, 2012 - 10:55 (Brasília) 12:55 GMT

"Nadar é uma habilidade básica do ser humano", diz Wanda Butts.

Após perder um filho afogado, em 2006, Wanda Butts montou a ONG Josh Project que tem como missão dar aula de natação de graça nos estados de Ohio e Virgínia, nos Estados Unidos.

O país de origem de Michael Phelps, que ganhou 18 medalhas de ouro em piscinas olímpicas, tem estatísticas contrastantes na natação. Cerca de 40% dos brancos do país não sabem nadar e o percentual é ainda maior entre os negros, 70%, de acordo com dados fornecidos pela Josh Project.

“Nosso objetivo principal não é ganhar medalhas olímpicas, mas desenvolver uma habilidade básica do ser humano, que é saber como nadar, que tem que ser algo trivial como atravessar a rua”, disse Wanda a BBC Brasil.

Dados do Centro americano de controle de doenças e prevenção (da sigla em inglês, CDC) mostram que dez pessoas morrem nos EUA todos os dias em consequência de afogamento.

Uma destas mortes, no ano de 2006, foi a de Josh Butt, o filho de Wanda, quando tinha 16 anos. Ele nunca havia tido uma aula de natação e se afogou em um lago na cidade de Toledo, no Estado de Ohio.

Josh morreu afogado aos 16 anos de idade em um lago na cidade de Toledo, Ohio.

“A perda do meu filho foi uma grande tragédia e toda a minha vida vou me lembrar disso, mas, apesar da tragédia, podemos ser vencedores e fazer coisas boas a partir disso”, conta a mãe.

Menos de um ano depois da morte do filho, Wanda já estava organizando a primeira turma de natação e havia criado o Josh Project, em homenagem ao filho: “Não queria que outras mães sofressem o que sofri”.

"Josh Project"

Atualmente, mil crianças já aprenderam a nadar com a ajuda da iniciativa, nas cidades de Toledo em Ohio e Norfolk na Virgínia.

No entanto, ao expor as estatísticas, Wanda quer, além de ensinar natação, conscientizar sobre a importância deste assunto, principalmente entre a comunidade afroamericana, que segundo ela, é três vezes mais vulnerável a sofrer casos de afogamentos, nos EUA. O difícil acesso a piscinas, a falta da vontade de aprender a nadar e as atividades de recreação escolhidas podem ser fatores que influenciam nesta equação, de acordo com o CDC.

Para mudar este cenário, a ONG organiza ainda palestras para jovens e adultos com informações úteis à segurança aquática.

E a iniciativa depende diretamente do apoio da comunidade e de parcerias, como com a Guarda Costeira e clubes aquáticos. As aulas de natação são feitas por voluntários.

Projeto é financiado com o apoio da comunidade e conta com professores voluntários.

“Todo o projeto é financiado com ajuda de pessoas da comunidade, não recebemos nenhum dinheiro do governo”, conta.

O Josh Project já recebeu um reconhecimento da Câmara legislativa da cidade de Toledo e pessoas de vários locais dos Estados Unidos têm demonstrado interesse em criar filiais do projeto.

“Eu acho que Josh teria um grande sorriso em seu rosto e ficaria orgulhoso pelo que estamos fazendo, estamos salvando vida vidas”, diz ela.

O trabalho de Wanda Butts está concorrendo ao prêmio "Herói do Ano", organizado pela rede de TV americana, CNN, e se ganhar o concurso, pode conseguir US$ 250 mil (R$ 500 mil) para expandir o seu projeto.


Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.