Turco que viajou oito meses em veleiro para pedir mão de britânica é deportado

Atualizado em  23 de novembro, 2012 - 07:46 (Brasília) 09:46 GMT

Turco atravessou o canal da Mancha (acima)

Um homem turco que viajou cerca de 4 mil quilômetros em um veleiro de 5 metros, durante oito meses, para tentar encontrar sua amada britânica será deportado da Grã-Bretanha, após ter tentado entrar no país sem visto ou passaporte.

Ramazan Noyan Culum, de 38 anos, ficou obcecado por Courtney Murray, que conheceu quando ela trabalhava como garçonete em um restaurante no Chipre, em 2005.

Ela o serviu apenas uma vez, mas ele começou a frequentar o lugar constantemente. Ele teria obtido seu telefone e começado a assediá-la. Em uma ocasião, ele a teria ameaçado com uma faca. O incidente fez com que ele acabasse sendo detido e deportado do Chipre.

Apesar de ela nunca ter demonstrado interesse por ele e ter se casado com outro homem ao regressar à Grã-Bretanha, Culum tinha esperanças de que conseguiria fazê-la mudar de ideia e se casar com ele.

No ano passado, Culum encontrou o perfil da britânica no Facebook e começou a escrever para ela.

'Disposto a morrer'

Após ter se preparado por três meses, ele partiu em 23 de abril do porto de Bodrum, na Turquia, a bordo de seu veleiro. Antes da partida, ele ainda escreveu para a britânica: ''Courtney, estou indo. Reze por mim''.

Ao longo de sua jornada de oito meses, Culum enfrentou tempestades enquanto cruzava os mares Adriático e Mediterrâneo, passava pelos estreitos de Messina e Gibraltar e a região costeira da França, Espanha e Portugal.

Nesse período, ele manteve também um blog, no qual postava fotos suas e comentários a respeito da mulher que amava, pela qual dizia estar ''pronto para morrer''.

Ele contou que foi deportado várias vezes, preso, fez greve de fome e dormiu ao relento.

Ele também chegou a escrever à própria Courtney, dizendo coisas como: ''Eu amo você demais. O mundo não é lindo sem você. Não quero seguir vivendo sem você. Você quer se casar comigo?'' Ou por vezes adotando um tom agressivo chamando-a de ''menina estúpida'', que ''não entende por que estou indo para a Grã-Bretanha''.

A tia da britânica chegou a escrever-lhe dizendo que Courtney estava casada e feliz e que se ele tentasse se aproximar dela, a família dela entraria em contato com a polícia.

Os sonhos de Culum se viram frustrados após ele ter alcançado o Canal da Mancha e sido interceptado e detido por autoridades britânicas.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.