Indonésia tem papel feito de fezes de elefante

Atualizado em  26 de novembro, 2012 - 06:30 (Brasília) 08:30 GMT
  • Foto: Taman Safari Park
    O parque indonésio Safari Park, em Bogor, tem 40 elefantes. Estes elefantes produzem cerca de quatro toneladas de fezes diariamente. As autoridades do parque afirmam que estes elefantes têm uma dieta baseada em fibras e consomem muita grama e vegetação.
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    Como o sistema digestivo do elefante não consegue desintegrar totalmente a vegetação, o estrume tem muito material que pode ser usado como polpa na fabricação de papel. As fezes são processadas em grandes piscinas. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    Parte do estrume de elefante é usado como fertilizante e o resto como material para a produção de papel. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    As fezes de elefante são lavadas em tanques, para remover o odor. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    A fibra retirada das fezes é aquecida por cerca de uma hora para matar as bactérias. As fibras que não podem ser usadas são removidas e o que sobra passa pela secagem. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    'Cerca de 80% das fezes dos elefantes é misturada com cerca de 20% de papel reciclado para produzir a polpa', afirmou Mukhdor Khasani, do parque Taman Safari. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    A fibra é desinfetada e batida, a polpa é pressionada e transformada em folhas. A água é então adicionada para se chegar à grossura desejada. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    As folhas são secas na sombra. A cada dia, o Safari Park produz pelo menos 200 folhas de papel a partir do estrume dos elefantes. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    Este envelope é um dos produtos criados a partir das fezes do animal. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    Um funcionário do Safari Park de Borgo mostra um pedaço de papel reciclado pronto para ser usado. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
  • Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia
    Algumas das folhas recicladas são usadas como papel de impressão de fotos. Foto: Andreas Nugroho - BBC Indonésia

Reciclagem

Um parque indonésio em Bogor, na região de Java Ocidental, começou a produção de papel reciclado a partir das fibras presentes no estrume dos elefantes que moram no local.

O parque Taman Safari Park, em Bogor, tem 40 elefantes. Os animais produzem cerca de quatro toneladas de fezes diariamente.

Segundo as autoridades do parque, os elefantes têm uma dieta baseada em fibras e consomem muita grama e outro tipo de vegetação.

Como o sistema digestivo do elefante não consegue desintegrar totalmente a vegetação, o estrume tem muito material que pode ser usado como polpa na fabricação de papel.

Parte do estrume de elefante é usado como fertilizante e o resto como material para a produção de papel.

Para a produção de papel, as fezes são lavadas em tanques para a remoção do odor. A fibra retirada do estrume é aquecida para eliminar as bactérias e, depois da remoção das fibras que não podem ser usadas, o material é levado para secagem.

Estas fibras são então desinfetadas e batidas. A polpa resultante é prensada e transformada em folhas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.