Festival em Londres destaca casas de boneca 'perfeitas'

Atualizado em  29 de janeiro, 2013 - 15:56 (Brasília) 17:56 GMT
  • Fotos: Mark Grigoryan
    O Festival de Casas de Bonecas de Kensington, em Londres, na Grã-Bretanha é considerado um dos mais conceituados na exposição de mundos em miniatura mais próximos possíveis do mundo "real". Acima, bonecos com roupas da metade do século 20.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    As miniaturas precisam ser perfeitas. Como esta acima, uma cópia da obra de William Shakespeare 'Sonho de uma Noite de Verão', que pode ser lida com uma lupa.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Orquestras em miniaturas também podem ser encontradas no festival. Estes instrumentos podem não produzir sons, mas a aparência é perfeita e o tamanho é impressionante, principalmente se compararmos a uma moeda.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Em alguns casos, os colecionadores precisam de lentes de aumento para examinar a qualidade de cada miniatura à venda.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Acima, uma 'mansão de bonecas' no estilo imperial. O criador da obra, o britânico Tim Hartnall, afirmou que precisou trabalhar durante quase dois meses, durante dias inteiros, para fazer esta miniatura de três andares.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    As paredes das casas são cobertas de papéis de parede, com móveis, pratos e talheres. No entanto, o nível de perfeição das casas sempre vai depender dos recursos financeiros do colecionador.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    A exposição se concentra mais em casas. No entanto, também há miniaturas de pubs, cenários de rua e até laboratórios de escolas, como o mostrado acima.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Entre os objetos expostos, também há miniaturas com temas russos. Algumas foram inspiradas por contos de fada do país e outras, em pintores russos.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Mesmo para os que não são colecionadores, alguns objetos expostos são irresistíveis, como estes utensílios de cozinha.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    A coleção de miniaturas e montagem de casas de bonecas é um hobby voltado para adultos, mas crianças também compareceram à exposição.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Para um novato no mundo das miniaturas, alguns dos estandes são de tirar o fôlego, com cadeiras de diferentes estilos e épocas, bancos, sofás, camas, escrivaninhas e até mesmo pianos de cauda.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    A recriação perfeita de um estilo é um quesito importante entre os expositores.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Veronique Cornish, criadora desta escultura, afirma que sua obra é o retrato da princesa Anastasia Nikolaevna, a filha mais nova do czar Nicolau 2º, o último czar do império russo morto, em 1918.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    Até mesmo os jogos de tabuleiro, como estes jogos de xadrez, precisam ser perfeitos.
  • Fotos: Mark Grigoryan
    O Festival de Casas de Bonecas atrai expositores e fabricantes de toda a Grã-Bretanha e da Europa, como Aurelie Masselin, acima, da França.

Mundos em miniatura

Alguns fãs de miniaturas em Londres tiveram no último domingo a oportunidade de conferir uma prévia do Festival de Casas de Boneca de Kensington, um dos mais conceituados do mundo, que será aberto ao público em geral em maio.

As casas e objetos em miniatura precisam ser perfeitos para serem aceitos na exposição. Tanto que uma miniatura da obra 'Sonho de uma Noite de Verão', de William Shakespeare, pode ser lida com uma lupa.

Alguns dos expositores dizem que passaram meses produzindo suas casas de boneca no nível de perfeição exigido, enchendo os olhos do público - formado por adultos e crianças.

A exposição se concentra sobretudo em casas, mas há também miniaturas de pubs, cenários de rua e até de escolas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.