China tira do futebol 33 jogadores, juízes e cartolas por corrupção

Atualizado em  19 de fevereiro, 2013 - 09:59 (Brasília) 12:59 GMT
Fachada do clube Shanghai Shenhua (Arquivo - AFP/Getty)

Shanghai Shenhua foi um dos times envolvidos em denúncias

A Associação de Futebol da China baniu definitivamente 33 jogadores e autoridades depois de investigar durante três anos denúncias de manipulação de resultados.

O clube Shanghai Shenhua foi multado em 1 milhão de yuans (cerca de R$ 300 mil) e seu título da liga conquistado em 2003 foi retirado devido à acusação de manipulação de uma de suas partidas no torneio.

Segundo a imprensa chinesa, o Shanghai Shenhua ofereceu propinas aos árbitros para garantir a vitória por 4 a 1 contra o Shanxi Guoli.

Além do Shanghai Shenhua, o clube Tianjin Teda também foi multado em 1 milhão de yuans, segundo o China Daily.

De acordo com a agência de notícias Xinhua, no total, 12 clubes foram multados ou perderam pontos no campeonato.

Prisão

Entre as autoridades que foram banidas do futebol chinês estão dois ex-presidentes da liga de futebol do país, Nan Yong e Xie Yalong, que já estão cumprindo pena de dez anos e meio cada por aceitar suborno.

Além das 33 pessoas banidas para sempre, outros 25 jogadores e autoridades foram suspensos por cinco anos.

Nos últimos anos, a China intensificou seus esforços para acabar com a corrupção no futebol.

Em 2012, mais de 50 autoridades, juízes e jogadores foram presos.

Segundo o correspondente da BBC em Xangai John Sudworth, a manipulação dos resultados dos jogos em algumas ocasiões chegava a ser escandalosamente óbvia.

O correspondente lembra de um jogo em que, no final, uma das equipes estava claramente tentando marcar um gol contra.

A Associação de Futebol da China espera que as punições severas ajudem a moralizar o futebol do país e a atrair mais talentos estrangeiros para a liga local.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.