Bento 16 autoriza início antecipado da escolha de seu sucessor

Atualizado em  25 de fevereiro, 2013 - 12:22 (Brasília) 15:22 GMT
Papa Bento 16 durante última benção no domingo (Getty)

Papa Bento 16 deixou a cargo dos cardeais decidir quando conclave começará

O papa Bento 16 aprovou nesta segunda-feira mudanças nas normas que regulam o conclave que vai escolher seu sucessor, a fim de permitir que ele possa começar mais rapidamente.

A mudança na lei significa que os cardeais não vão mais precisar esperar 15 dias depois da saída de Bento 16 para iniciar a reunião em Roma.

"Deixo ao Colégio dos Cardeais a possibilidade de antecipar o começo do conclave uma vez que todos os cardeais estejam presentes, ou atrasar em alguns dias o começo da eleição se ocorrer algum problema grave", disse o papa em uma declaração lida pelo o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

As autoridades do Vaticano explicaram que a mudança foi, em parte, devido ao fato de as normas terem sido escritas principalmente para um conclave ocorrendo em caso de morte de um papa e não em caso de renúncia.

Páscoa

Bento 16 anunciou que irá deixar o comando da igreja no próximo dia 28, numa decisão que surpreendeu o mundo. Ele é o primeiro papa a renunciar ao cargo em quase 600 anos.

A decisão sobre o início do conclave será tomada pelos cardeais, mas a reunião não deve começar no mesmo dia da renúncia do papa.

Se o conclave começasse no meio do mês de março, como estava previsto inicialmente, a Igreja teria pouco tempo entre a escolha do novo líder e o início de um dos períodos mais importantes no calendário católico, a semana da Páscoa, que começa no dia 24 de março.

De acordo com o correspondente da BBC no Vaticano David Willey, com estas mudanças o papa deu uma indicação de que quer diminuir o tempo em que o Vaticano deve ficar sem liderança.

Willey acrescenta que agora o esperado é que os cardeais iniciem o conclave por volta do dia 11 de março.

O processo de escolha de um novo papa envolve cardeais do mundo inteiro, reunidos em Roma. Eles vão fazer uma série de votações secretas até que um dos cardeais receba dois terços dos votos.

Renúncia

A notícia sobre a emenda aprovada que pode antecipar a realização do conclave foi dada no momento em que o papa aceitou a renúncia do homem mais importante na hierarquia da Igreja Católica na Grã-Bretanha, o cardeal Keith O'Brien.

O clérigo, que previa se aposentar no final do mês que vem, quando completa 75 anos, é acusado por três padres e um ex-sacerdote de ter se "comportado de maneira inapropriada" nos anos 80.

As quatro testemunhas alegam terem sido vítimas de assédio sexual.

O'Brien, que nega as acusações, já confirmou que não vai participar do conclave.

Clique Leia mais na BBC Brasil sobre a renúncia de O'Brien

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.