Fotógrafo se especializa em fotos macro de olhos de insetos

Em imagens: Insetos ou aliens? Estas incríveis e coloridas imagens macro de vespas e moscas foram feitas pelo fotógrafo polonês Ireneusz Irass Walędzik. Walędzik se diz um amante da fotografia macro. "Eu dedico bastante tempo a isso, mas ainda estou aprendendo, aperfeiçoando a técnica e a luz. As cores e as formas diferentes dos olhos de insetos me fascinam", conta. As mutucas têm um olho simples ou um ocelo entre os olhos compostos, além de um ocelo menor sobre eles na testa para detectar luz, escuridão e sombras. As mutucas se alimentam do sangue de animais de sangue quente como gado e cavalos. Olhos compostos podem ser formados por milhares de unidades de fotorreceptores individuais, conhecidas como omatídios. Os olhos compostos das libélulas são formados por até 30 mil omatídios individuais. Cada um deles envia um sinal ao cérebro, que forma uma visão em mosaico do mundo. Os insetos são parte do grupo dos artrópodes, e como tais têm um esqueleto externo e membros unidos. Todos os insetos têm seis pernas, e são os únicos tipos de invertebrados que desenvolveram a habilidade de voar. "Esses insetos são muito vistosos. Deve ser muito importante para eles mostrar marcas brilhantes e coloridas. Eles podem ser pequenos, mas têm um grande impacto", diz Walędzik.

Insetos 'alienígenas'

As formas e cores diferentes dos olhos dos insetos fascinam o fotógrafo polonês Ireneusz Irass Walędzik, que decidiu se especializar em registar essa diversidade em imagens macro.

Ampliados, esses insetos ganham uma dimensão que os aproxima das imagens mais tradicionais de alienígenas de olhos grandes.

Walędzik se diz um amante da fotografia macro. "Eu dedico bastante tempo a isso, mas ainda estou aprendendo, aperfeiçoando a técnica e a luz. As cores e as formas diferentes dos olhos de insetos me fascinam", conta.

"Esses insetos são muito vistosos. Deve ser muito importante para eles mostrar marcas brilhantes e coloridas. Eles podem ser pequenos, mas têm um grande impacto", diz Walędzik.