Conservadores podem reconquistar votos perdidos, diz ministra britânica

Theresa May (foto: PA)
Image caption Ministra do Interior rejeita antecipação de referendo sobre permanência britânica na UE

Os conservadores podem reconquistar eleitores que os trocaram pelo Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), segundo a Ministra do Interior, Theresa May.

Sua declaração foi uma reação à vitória do UKIP nas eleições regionais ocorridas na quinta-feira. Os partidos governistas – Conservador e Liberal Democrata – sofreram grandes perdas no pleito.

O UKIP obteve bons resultados defendendo a saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

"Penso que o que devemos fazer é mostrar às pessoas que faremos um referendo (sobre a permanência ou não da Grã-Bretanha na União Europeia) e que ele será feito logo depois das eleições gerais", disse May.

Ela lembrou que o premiê David Cameron havia deixado claro que o referendo vai acontecer no início da gestão do próximo Parlamento – que pode acontecer até o fim de 2017, se os conservadores vencerem o próximo pleito.

May disse que o povo precisa ter segurança de que um referendo vai ser realizado.

Ela também afirmou que os conservadores devem aprender uma lição com as eleições regionais e "trabalhar duro" para trazer de volta os eleitores que votaram no UKIP.

O líder do UKIP, Nigel Farage, rebateu as declarações fazendo críticas a Cameron. “Ela (May) está pedindo que confiemos no premiê em relação ao assunto do referendo. Ele (Cameron) tem um histórico ruim sobre manter sua palavra em relação a esse assunto”, disse.

Enquanto estava na oposição, Cameron prometeu fazer um referendo relacionado ao Tratado de Lisboa, para modificar a constituição da União Europeia. Mas, quando foi eleito, argumentou que não poderia levar o plano adiante pois o tratado já havia sido ratificado.

Antecipação

O parlamentar veterano Tory, David Davis, e o ex-presidente do Partido Conservador Lorde Tebbit propuseram marcar uma data para adiantar o referendo – com o objetivo de reconquistar eleitores. Tebbit afirmou que a política Tory está "fora do rumo" e precisa ser repensada.

May rejeitou a idéia e reforçou o apoio a Cameron.

Notícias relacionadas