A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

ONG oferece capoeira para crianças refugiadas palestinas

A ONG britânica Bidna Capoeira está fazendo da capoeira, a tradição brasileira que mistura luta e dança, uma forma de oferecer recreação e alento para crianças refugiadas palestinas.

Desde 2011, a entidade atua com jovens moradores de assentamentos palestinos, muitos dos quais sofrem com traumas gerados pelos conflito com Israel.

A jovem Jumana Mustafa, que pratica capoeira usando o tradicional véu muçulmano, conta que costumava se sentir neverosa, mas que, ao praticar os golpes da luta em sua casa, sozinha, consegue se sentir mais tranquila.

A organização, criada em 2007, nasceu na Síria, onde seu fundador, Tarek Alsaleh, começou a dar aulas para crianças de rua de Damasco.

O êxito da empreitada fez com que ele decidisse levar a Bidna Capoeira para outras zonas de conflito.

Até o final deste ano, eles esperam treinar mais de 600 jovens palestinos.