Mulher processa colegas por ter sido omitida de bolão de bilhete ganhador

Image caption Uma funcionária da empresa disse que todos os 10 ganhadores já haviam deixado seus empregos.

Uma mulher grávida quer processar seus ex-colegas de trabalho que ganharam na loteria com um bilhete comprado em bolão organizado no dia que ela faltou o trabalho por estar com enjoo matinal.

Dez funcionários de uma empresa de recrutamento na cidade de Kirkby, no noroeste da Inglaterra, levaram o prêmio máximo de 28,8 milhões de libras (cerca de R$ 97,2 milhões) no sorteio da Euromilhões, loteria jogada em alguns países da Europa.

Mas Louisa Whitby, de 31 anos, estava doente no dia em que os bilhetes foram comprados e não participou do bolão.

Seu advogado disse que espera fazer um pedido à Alta Corte de Justiça para que Louisa receba parte do dinheiro.

O site oficial que opera a loteria no Reino Unido, Camelot, disse que o prêmio foi ganho por um único bilhete e que ele havia sido reivindicado.

Todos os dez funcionários da firma que levaram o prêmio pediram para manter o anonimato.

A funcionária Bethany Sergison, de 18 anos, confirmou à BBC News que os vencedores tinham deixado seus empregos e que o escritório agora estava "deserto".

O prêmio de 28,8 milhões de libras foi o 16º maior prêmio ganho por um bilhete no Reino Unido desde que a Euromilhões começou em 2004.

Notícias relacionadas