Justiça alemã sugere que garota use 'burquíni' em natação

  • 11 setembro 2013
Menina com 'burquíni' | Foto: Getty
'Burquíni' é opção para algumas meninas muçulmanas

Um tribunal na Alemanha determinou que uma garota muçulmana deve participar de aulas de natação com garotos. Os pais da menina de 13 anos haviam insistido para que ela não fosse às aulas em sua escola em Frankfurt.

Alguns pais muçulmanos dizem que tais aulas são contrárias ao princípio islâmico da decência.

No entanto, o juiz encarregado do caso afirmou que a menina poderia usar uma roupa de banho que cobre todo o corpo da mulher - apelidada de "burquíni" (mistura de "burca" e "biquíni") - que se adeque aos seus costumes.

Algumas meninas muçulmanas já usam o traje para participar das aulas.

Mas segundo o correspondente da BBC em Berlim, Stephen Evans, outras rejeitam a solução, dizendo que o maiô é desajeitado e que é inaceitável para muçulmanas ficarem próximas de meninos usando sungas.

Os juízes do Tribunal Administrativo Federal da Alemanha decidiram que o direito à liberdade religiosa não significa que os religiosos não terão que conviver com os hábitos de outras pessoas - especialmente no que se refere à vestimenta.

O advogado da família da menina disse que já existe uma separação nas aulas de educação física em algumas áreas católicas.

Também há academias seculares na Alemanha que tem áreas especiais reservadas para mulheres se exercitarem.

A família em questão é do Marrocos, segundo a revista alemã Der Spiegel. A revista diz ainda que a menina tem um bom desempenho acadêmico.

Notícias relacionadas