Merkel comemora vitória, mas mantém dúvida sobre coalizão

Angela Merkel
Image caption A chanceler Angela Merkel celebra vitória na sede de seu partido

A premiê alemã, Angela Merkel, classificou de "super resultado" a votação obtida pelo seu partido, o centro-direitista CDU, nas eleições Parlamentares deste domingo. O resultado deve garantir a ela um terceiro mandato consecutivo.

Segundo os resultados oficiais, a CDU obteve 42% dos votos, quase o suficiente para obter uma maioria absoluta no Parlamento.

Mas a hipótese considerada mais provável era de que Merkel tivesse que se aliar a outro partido para governar - provavelmente os rivais de centro-esquerda da SPD, que receberam 26% dos votos.

Os atuais parceiros da CDU na coalizão governista, o partido liberal FDP, deverão ficar de fora do Parlamento, após não conseguirem atingir o mínimo de 5% dos votos necessários.

'Claro mandato'

Image caption Peer Steinbrueck, líder do opositor SPD, disse que 'bola agora está com Merkel' para forma coalizão

"Este é um super resultado. Podemos celebrar hoje à noite porque fizemos algo fantástico", afirmou Merkel em um pronunciamento na sede da CDU, após a divulgação das primeiras projeções.

Ao comentar a possibilidade de uma coalizão, ela afirmou que "é muito cedo para dizer exatamente o que faremos".

"Temos um claro mandato dos eleitores para formar um governo", disse Volker Kauder, líder do grupo parlamentar da CDU. Segundo ele, o resultado mostrou que os eleitores alemães "querem que Angela Merkel permaneça como chanceler por um terceiro mandato".

A premiê deixou claro que estaria preparada para governar em uma grande coalizão com o SPD, como fez em seu primeiro mandato, entre 2005 e 2009.

Mas o SPD está mais relutante em considerar uma nova coalizão com a CDU e a CSU. O líder do partido, Peer Steinbrueck, foi ministro das Finanças no primeiro mandato de Merkel, mas disse que não serviria novamente em seu gabinete.

"A bola está na quadra de Merkel. Ela precisa agora garantir uma maioria (para formar o governo)", afirmou Steibrueck.

A preferência do SPD era formar uma coalizão com o partido Verde, para tirar Merkel do cargo, mas as duas agremiações não têm votos suficientes para isso. Os Verdes obtiveram cerca de 8% dos votos.

Segundo os analistas, o SPD provavelmente concordará com uma coalizão com a CDU.

Notícias relacionadas