Expectativa por beijo gay em novela causa alvoroço na Argentina

Julio Chávez e Benjamin Vicuña
Image caption Famosos, atores Julio Chávez e Benjamin Vicuña protagonizam a cena em horário nobre

A cena ainda nem foi ao ar, mas já causa alvoroço na Argentina. A expectativa em torno do beijo entre dois homens casados na novela Farsantes, do Canal 13, virou um dos temas mais comentados nas redes sociais no país.

Os comentários refletem a polêmica em torno da questão. Um dos usuários do Twitter disse se tratar de uma "flor de novela" (ótima novela, em tradução livre). Outro disse sentir "asco, asco, asco".

A cena também ganhou destaque na imprensa. "A primeira vez e o encontro sexual entre Guillermo e Pedro", era uma das manchetes do site Infobae. A notícia ficou também entre as mais lidas no site do Clarín.

Na trama, da produtora Polka, de Buenos Aires, o ator argentino Julio Chávez e o ator chileno Benjamin Vicuña representam dois advogados casados e que se apaixonam pela primeira vez por um homem.

Chávez é Guillermo, de 50 anos, casado, pai de um filho e dono de um escritório de advocacia. Já Vicuña é um advogado criminalista jovem e com a mulher grávida.

Curiosidade

Na trama, Guillermo já teve suas saídas com homens, mas de forma fugaz. Só que é a paixão pelo jovem advogado que o faz se separar da mulher.

"O que mais chama a atenção entre os telespectadores é que os dois são casados e decidem se entregar um ao outro, não podem controlar o amor que sentem", diz à BBC Brasil a assessoria de imprensa do Canal 13, um dos mais vistos no país. "Além disso, os dois atores são muito conhecidos e respeitados, o que gera ainda maior curiosidade."

"Não será o primeiro beijo entre homens na TV argentina. Mas a diferença é que agora o fato ocorrerá no horário nobre, entre dois personagens casados e com atores muito famosos e respeitados", afirma a produção. A novela vai ao ar às 22h45, e as cenas são esperadas no capítulo desta quinta-feira.

Chávez é famoso por papéis em horário nobre e premiado com duas estatuetas do Martín Fierro, uma espécie de Oscar da Argentina.

Já o ator chileno Benjamin Vicuña é conhecido nos dois países por suas participações em novelas e séries, como Los Archivos del Cardenal (Os arquivos do Cardeal), que dramatizou episódios da ditadura de Augusto Pinochet.

Desde a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo há três anos, passou a ser comum nas ruas de Buenos Aires casais gays andando de mãos dadas pelas ruas.

Segundo a ONG Comunidade Homossexual Argentina (CHA), após a entrada em vigor da lei, foram registrados 1.690 casamentos gays só na cidade de Buenos Aires e mais de 7 mil em todo o país.

Notícias relacionadas