A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Suspeito de ataque a shopping no Quênia é identificado

Um dos homens suspeitos de participar do ataque armado a um shopping center de Nairóbi, no Quênia, no mês passado, foi identificado após uma investigação feita pela BBC.

Ele é Hassan Abdi Dhuhulow, um cidadão norueguês de origem somali de 23 anos, que foi reconhecido a partir de imagens captadas por câmeras de segurança do shopping.

Ao menos 67 pessoas morreram no ataque em 21 de setembro, realizado por militantes do grupo islâmico somali Al-Shabab.

Hassan Dhuhulow nasceu na Somália, mas se refugiou com a família na Noruega em 1999.

Ele também é suspeito de ter ajudado no planejamento do ataque.

Image caption Ataque ao shopping Westgate em setembro deixou ao menos 67 mortos

O programa Newsnight, da BBC, falou com um parente de Dhuhulow na Noruega, que disse que ele havia deixado a cidade de Larvik em 2009 para viver na Somália.

Na semana passada, a agência de inteligência da Noruega, PST, enviou agentes para o Quênia para verificar as informações de que um cidadão norueguês estaria envolvido no ataque ao shopping center, que começou no dia 21 de setembro e durou quatro dias.

Ainda não está claro quantos militantes participaram do ataque. A polícia estimou inicialmente que havia entre 10 e 15 militantes dentro do shopping, mas as imagens divulgadas pelas autoridades quenianas mostram apenas quatro homens. Até agora, nenhum dos suspeitos foi identificado formalmente.

Hassan Abdi Dhuhulow seria um desses quatro.

Investigadores ainda estão analisando os escombros do shopping Westgate, que desabou parcialmente após o ataque, para tentar encontrar pistas.

Nenhum corpo deixado no local foi ainda identificado, e não se sabe se os responsáveis pelo ataque estão vivos ou mortos.