Tempestade com ventos de 150 km/h mata dois na Grã-Bretanha

Árvore caída bloqueia rua em Lambeth, Inglaterra (Getty)
Image caption Árvores caídas causaram muitos danos na Grã-Bretanha

Uma tempestade com ventos de mais de 150 quilômetros por hora deixou dois mortos no sul da Grã-Bretanha nesta segunda-feira.

Entre as vítimas, está uma adolescente de 17 anos, que morreu quando uma árvore caiu em cima de sua casa, no condado de Kent, e um homem de cerca de 50 anos, morto quando outra árvore esmagou seu carro em Walford.

Cerca de 270 mil residências estão sem energia elétrica na Inglaterra e no País de Gales. A maior parte dos serviços de trens no sul do país foi cancelada devido à queda de árvores nas ferrovias.

Em Londres, o serviço de metrô em algumas áreas foi suspenso parcialmente, também devido aos destroços que atingiram as linhas de trem.

O Departamento de Meteorologia britânico afirmou que a tempestade é a pior da década e pode causar inundações em vários locais do sudoeste da Inglaterra.

As autoridades pediram que as pessoas permaneçam em casa até que a intensidade da tempestade diminua.

Demora

As autoridades também temem a interrupção nos transportes internacionais.

O serviço do Eurostar, o trem que liga Londres a Paris pelo Canal da Mancha, deixou de operar em alguns horários nesta segunda-feira.

No aeroporto de Heathrow, um dos maiores do mundo, 130 voos foram cancelados.

A Agência Ambiental britânica divulgou 12 alertas de inundações nas regiões do sudoeste da Inglaterra, East Anglia e Midlands. Também há 132 alertas de inundações em toda a Inglaterra e País de Gales.

A imprensa britânica chamou a tempestade de São Judas, cujo dia é 28 de outubro, e comparou a tempestade a outra, ocorrida em 1087, que matou 18 pessoas e derrubou cerca de 15 milhões de árvores no país.

Notícias relacionadas