Acidente no estádio da Copa mata dois em SP

Arena Corinthians
Image caption A arena Corinthians já estava 94% concluída no momento do acidente

O corpo de bombeiros voltou atrás e confirmou que duas pessoas, e não três como informado anteriormente, morreram nesta quarta-feira em um acidente na Arena Corinthians, o estádio em São Paulo que está sendo construído para a Copa do Mundo do ano que vem.

Aparentemente, um guindaste que era utilizado para a colocação da última peça metálica da cobertura do estádio caiu sobre a arquibancada.

Durante a queda, parte da estrutura metálica da cobertura também desabou, e ela teria atingido juntamente com a grua ao menos um caminhão que estava do lado de fora do estádio. Os dois mortos, segundo os bombeiros, são o operador do guindaste e o motorista do caminhão.

Uma parte da parte externa do estádio acabou também sendo destruída no acidente, que aconteceu por volta de 12h30 (hora de Brasília).

As obras na Arena Corinthians, que deve receber outros cinco jogos da Copa além da partida de abertura, estavam 94% concluídas.

A previsão era que o estádio seria entregue à Fifa dentro do prazo estipulado, em 31 de dezembro.

Última peça

Acredita-se que o acidente ocorreu durante a colocação da última peça da estrutura da cobertura do estádio.

A empreiteira Odebrecht, responsável pela obra, confirmava até as 14h (hora de Brasília) apenas dois mortos, mas há relatos de que seriam quatro as vítimas fatais.

A estimativa era de que a construção da arena consumisse pelo menos R$ 820 milhões.

Em uma nota oficial, a diretoria do Corinthians disse “lamentar profundamente” o ocorrido.

Antes da Arena Corinthians, outros dois estádios que devem ser usados no Mundial de futebol já foram palco de acidentes com mortes.

Em junho de 2012, um ajudante de carpinteiro morreu ao cair de uma laje no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Em março deste ano, outro operário morreu ao cair de uma viga na Arena Amazônia, em Manaus.

Em maio, parte da cobertura da Arena Fonte Nova cedeu em Salvador, mas ninguém ficou ferido.