Líderes mundiais lamentam morte de Mandela

  • 5 dezembro 2013
Barack Obama (foto: AP)
Image caption Líderes mundiais referem-se a Mandela como 'heroi de seu tempo', 'colosso' e 'personalidade do século 20'

Chefes de Estado e de governo de diversos países lamentaram a morte do ex-presidente Nelson Mandela, da África do Sul. A presidente Dilma Rousseff o classificou como uma das maiores personalidades do século 20.

Jacob Zuma

"Nosso povo perdeu um pai. Apesar de sabermos que o dia dele chegaria, nada pode diminuir nossa sensação de perda profunda e duradoura".

"Sua incansável luta pela liberdade lhe rendeu o respeito do mundo. Sua humildade, paixão e humanidade lhe renderam seu amor. Nossa nação perdeu seu maior filho".

O presidente da África do Sul anunciou que todas as bandeiras do país serão hasteadas a meio mastro durante todo o funeral de Mandela.

Dilma Rousseff

"O governo e o povo brasileiros receberam consternados a notícia da morte de Nelson Mandela."

"Personalidade maior do século XX, Mandela conduziu com paixão e inteligência um dos mais importantes processos de emancipação do ser humano da história contemporânea – o fim do apartheid na África do Sul."

"Seu combate transformou-se em um paradigma, não só para o continente africano, como para todos aqueles que lutam pela justiça, pela liberdade e pela igualdade."

"O governo e o povo brasileiros se inclinam diante da memória de Nelson Mandela e transmitem a seus familiares, ao Presidente Zuma e aos sul-africanos nosso sentimento de profundo pesar."

"O exemplo deste grande líder guiará todos aqueles que lutam pela justiça social e pela paz no mundo."

Barack Obama

"Nós perdemos um dos mais influentes, corajosos e profundamente bons seres humanos com o qual qualquer um de nós pode conviver neste mundo. Ele não pertence mais a nós, ele pertence à história."

"Através de sua dignidade feroz e disposição inflexível para sacrificar sua própria liberdade pela liberdade dos outros, Madiba transformou a África do Sul e mudou todos nós. Sua jornada de prisioneiro a presidente personificou a promessa de que seres humanos e nações podem mudar para melhor."

"Eu não posso imaginar minha vida sem o exemplo que Nelson Mandela deu."

O presidente americano afirmou ainda que sempre estudou e se inspirou em Mandela. “A minha primeira ação política foi um protesto contra o apartheid”.

François Hollande

O presidente francês, François Hollande, disse que a mensagem de Mandela "vai continuar a inspirar quem luta pela liberdade e dar confiança aos que defendem causas justas e direitos universais".

Angela Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que o legado político de Mandela de luta contra a violência e a condenação de todas as formas de racismo vão continuar sendo fonte de inspiração.

Ex-presidente americano Bill Clinton

"Vamos lembrar Mandela como um homem de uma graça rara e compaixão, para quem o abandono da amargura e inclusão dos adversários não era apenas uma estratégia política, mas um estilo de vida" , afirmou o ex-presidente americano Bill Clinton.

Congresso Nacional Africano

"A África do Sul e o mundo perderam um colosso, um epítome de humildade, igualdade, justiça e paz. A vida dele dos dá a coragem para avançar em direção ao desenvolvimento e ao progresso para acabar com a fome e com a pobreza"

Secretário-geral da ONU Ban Ki-moon

"Nelson Mandela foi um gigante da justiça e uma inspiração humana de pés no chão. Muitos ao redor do mundo foram muito influenciados por sua luta abnegada pela dignidade humana, igualdade e liberdade. Ele tocou nossas vidas de forma profunda e pessoal."

"Ao mesmo tempo, ninguém fez mais em nosso tempo para levar adiante os valores e aspirações das Nações Unidas. Nelson Mandela mostrou o que é possível para todo o mundo e para cada um de nós - se acreditarmos, sonho e trabalho juntos por justiça e humanidade."

Premiê britânico David Cameron

"Uma grande luz se apagou no mundo. Nelson Mandela foi um heroi de nosso tempo. Pedi para que a bandeira do número 10 (a sede do governo britânico) seja hasteada a meio mastro."

Frederik Willem de Klerk

"A África do Sul perdeu um de seus pais fundadores e um de seus maiores filhos. A coragem de Nelson Mandela, seu charme, seu comprometimento com a reconciliação e com a Constituição foram uma inspiração não apenas para os sul-africanos mas para todo o mundo."

"Eu acredito que seu exemplo permanecerá vivo e continuará a inspirar todos os sul-africanos a adquirir sua visão de contrária ao racismo, de justiça, de dignidade humana e igualdade para todos. Tata, vamos sentir falta de você - mas saiba que seu espírito e seu exemplo estarão sempre aqui para nos guiar para a visão e uma África do Sul melhor e mais justa."

Ativista Jesse Jackson

O reverendo americano e ativista pelos direitos humanos Jesse Jackson descreveu Mandela como uma "força global pelo bem – com seu sofrimento e visão, ele escolheu, em um momento crítico, a reconciliação em vez da retribuição."

Arcebispo emérito da África do Sul Desmond Tutu

"Ele foi um unificador desde o momento que saiu da prisão. Estamos aliviados que o sofrimento dele acabou. Mas, nosso alívio é afogado por nosso sofrimento. Que ele descanse em paz e suba na glória."

Idris Elba

O ator britânico Idris Elba, que fez o papel de Mandela no filme Mandela: Long Walk to Freedom, que estreou na noite de quinta-feira em Londres, disse ter ter sido "uma honra ter interpretado o ex-líder e retrarar um homem que desafiou as adversidades, quebrou barreiras e foi um campeão da luta pelos direitos humanos diante dos olhos do mundo. Meus pensamentos e orações estão com sua família.''

Morgan Freeman

Outro ator que interpretou Mandela, Morgan Freeman, disse que o mundo perdeu "um dos verdadeiros gigantes do último século. Nelson Mandela foi um homem de honra incomparável, força e determinação - um santo para muitos, um herói que aprecia a liberdade e dignidade da humanidade."

Notícias relacionadas