Teste

Saiba quais são os países que dominaram a Copa do Mundo de Futebol desde 1930 e compare, neste gráfico interativo, a atuação de todas as seleções que já participaram da fase final de um Mundial.

Clique nas fotos ou nos anos para saber mais
  • Brasil
  • Itália e Alemanha
  • Uruguai x Argentina
  • Espanha
  • Encontre seu país

Ranking

  • 1930
  • 1934
  • 1938
  • 1950
  • 1954
  • 1958
  • 1962
  • 1966
  • 1970
  • 1974
  • 1978
  • 1982
  • 1986
  • 1990
  • 1994
  • 1998
  • 2002
  • 2006
  • 2010
Compare os times
Limpar
Selecionar tudo

  • 1930
  • 1934
  • 1938
  • 1950
  • 1954
  • 1958
  • 1962
  • 1966
  • 1970
  • 1974
  • 1978
  • 1982
  • 1986
  • 1990
  • 1994
  • 1998
  • 2002
  • 2006
  • 2010

Os pentacampeões

A fama da seleção brasileira nos Mundiais começou em 1958, com a aparição de Pelé. Em 1970, os canarinhos levantaram a terceira taça - e somente mais de 20 anos depois conquistaram outros dois títulos.

Mas além da esperança do hexacampeonato, paira sobre a Copa de 2014 o pesadelo do "Maracanazo", em 1950, quando o Brasil perdeu para o Uruguaiem sua primeira final como anfitrião.

A eterna rivalidade

A Alemanha é uma das seleções europeias mais bem-sucedidas em Copas do Mundo, somando três títulos e sete finais.

Mas ela ainda não conseguiu superar a Itália, que tem quatro títulos e continua invicta no duelo entre os dois times, que inclui duas semifinais, em 1970 e 2006, e uma final, em 1982.

Desde a primeira final

O clássico latino-americano foi protagonista da primeira grande final de uma Copa do Mundo e, desde a vitória uruguaia, é palco de lendas do futebol mundial, como o uruguaio Obdulio Valera - que venceu o Brasil em 1950 - e, é claro, "Don" Diego Armando Maradona, considerado pelos argentinos o melhor jogador de todos os tempos, acima de Pelé.

O longo caminho até o topo

Uma eterna promessa, a Espanha teve que esperar até a Copa da África do Sul para levantar sua primeira taça, apesar craques consagrados como Zarra, Di Stéfano e Raúl terem passado pelo time.

Depois de sucessivas campanhas decepcionantes, a Fúria apostou no toque de bola de Xavi e Iniesta para viver sua era dourada. Agora a equipe quer ser a primeira bicampeã mundial desde o Brasil, em 1962.

2010 (Sede: África do Sul | Campeão: Espanha)

  • A maior surpresa do torneio foi a Suíça, que venceu a favorita Espanha por 1 a 0.
  • Quatro times sul-americanos chegaram às quartas-de-final: Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai.
  • Mas o Brasil voltou para casa após perder de 2 a 1 para a Holanda, que foi o melhor time de toda a competição.
  • Com um gol de Iniesta na final, a Espanha se consagrou campeã ao vencer a Holanda na prorrogação.

2006 (Sede: Alemanha | Campeão: Itália)

  • Brasil e Argentina foram eliminados nas quartas-de-final.
  • Desta vez, o Brasil perdeu para a França, por 1 a 0. A Argentina foi eliminada pela Alemanha.
  • Já a Itália venceu Alemanha e França para conquistar seu quarto título.
  • A 'Squadra Azzurra' venceu nos pênaltis, mas não antes de o craque Zidane ser expulso por uma "cabeçada" em Materazzi.

2002 (Sede: Japão e Coreia do Sul | Campeão: Brasil)

  • Esta foi a primeira Copa do Mundo a ser recebida em dois países, Japão e Coreia do Sul.
  • E foi também a Copa dos "azarões": Senegal venceu a França e a Coreia do Sul superou a Itália e a Espanha para chegar à semifinal. E a Turquia terminou em 3º lugar.
  • A Argentina chegou como favorita, mas foi eliminada ainda na primeira fase.
  • O Brasil venceu o Mundial ao derrotar a Alemanha por 2 a 0. Ronaldo Fenômeno fez oito gols durante o torneio.

1998 (Sede: França | Campeão: França)

  • Com uma organização diferente do anterior, este Mundial teve 32 times divididos em 8 grupos na primeira fase, sistema que continua até hoje.
  • Surpreendentemente, a Croácia chegou até as semifinais, depois de vencer a Alemanha por 3 a 0.
  • Na final, a estranha convulsão de Ronaldo provocou tensão entre jogadores e torcedores brasileiros.
  • Zidane conquistou a primeira taça da França, com dois gols na vitória de 3 a 0 sobre o Brasil.

1994 (Sede: EUA | Campeão: Brasil)

  • Este foi o Mundial com mais espectadores, uma média de 69 mil por partida.
  • Ainda na primeira fase, o atacante argentino Diego Maradona foi expulso da Copa ao testar positivo em um exame antidoping.
  • A Bulgária foi a surpresa do torneio, vencendo Argentina, México e Alemanha. Seu artilheiro, Hristo Stoichkov, marcou seis gols.
  • O Brasil dominou a competição e venceu a Itália na primeira final definida nos pênaltis. Foi primeiro título brasileiro em 24 anos.

1990 (Sede: Itália | Campeão: Alemanha Ocidental)

  • Esta foi a última Copa que a seleção alemã jogou dividida. Em setembro de 1990, quase um ano após a queda do Muro de Berlim, o país foi reunificado.
  • O Mundial, realizado na Itália, tem o recorde de pior número médio de gols por partida: 2,21.
  • O argentino Pedro Monzón recebeu o primeiro cartão vermelho na final de um Mundial, durante uma partida tensa contra a Alemanha.
  • Mesmo com Maradona, a Argentina perdeu o título para a Alemanha Ocidental, treinada pelo ex-jogador e campeão mundial Franz Beckenbauer.

1986 (Sede: México | Campeão: Argentina)

  • Dois dos gols mais famosos da história das Copas foram feitos neste ano por Maradona contra a Inglaterra, que foi para casa nas quartas-de-final.
  • O México foi anfitrião do Mundial pela segunda vez, após a desistência da Colômbia.
  • Esta foi também a penúltima Copa da seleção da União Soviética. O bloco se desintegrou em 1991.
  • A Argentina de Maradona levou a melhor sobre os alemães na final, e venceu por 3 a 2.

1982 (Sede: Espanha | Campeão: Itália)

  • Esta foi a primeira Copa com 24 times, mas teve um regulamento diferente. Os 12 times (dois de cada grupo) classificados na primeira formavam grupos de três para a segunda.
  • A Guerra das Malvinas, que começou semanas antes da Copa, quase impediu a presença das seleções britânicas classificadas: Inglaterra, Escócia e Irlanda do Norte.
  • A seleção brasileira, com Zico, Falcão e Sócrates, é considerada por muitos uma das melhores, mas só chegou às quartas-de-final.
  • Depois de eliminar o Brasil, a Itália venceu a Alemanha Ocidental por 3 a 1 e conquistou o terceiro título.

1978 (Sede: Argentina | Campeão: Argentina)

  • A Copa argentina foi polêmica, a começar pelo boicote do craque holandês Johan Cruyff, que não participou em protesto contra violações de direitos humanos no regime militar do país.
  • Rumores de favorecimento à Argentina explodiram na segunda fase. A anfitriã precisava vencer o Peru por quatro gols e conseguiu um impressionante 6 a 0.
  • O Brasil, já com Zico e o tricampeão Rivellino, venceu a Itália na disputa pelo terceiro lugar, por 2 a 1.
  • A Argentina entrou para o seleto grupo de países que levantam a taça em casa, após vencer a Holanda por 3 a 1.

1974 (Sede: Alemanha Ocidental | Campeão: Alemanha Ocidental)

  • O treinador da Holanda, Rinus Mitchell, mostra pela primeira vez o seu "carrossel holandês", no qual jogadores podem atuar em qualquer posição.
  • Curiosamente, a anfitriã Alemanha Ocidental ficou em segundo lugar em seu grupo, abaixo da Alemanha Oriental.
  • A Holanda, batizada de "Laranja Mecânica", goleou a Argentina e o Brasil para chegar à final contra os alemães.
  • Apesar do favoritismo, os holandeses perderam para a Alemanha na final, por 2 a 1. O Brasil ficou com o 4º lugar após perder para a Polônia, que foi estatisticamente o melhor time.

1970 (Sede: México | Campeão: Brasil)

  • O Mundial no México é lembrado como um dos melhores pela atuação do Brasil, a lendária defesa do goleiro inglês Gordon Banks contra Pelé e o duelo entre Itália e Alemanha nas semifinais.
  • Neste ano, o Marrocos foi o primeiro país africano a participar de uma Copa. A seleção de Israel também fez sua estreia.
  • Com uma equipe que entrou para a história, o Brasil goleou a Itália na final com Pelé, Tostão, Jairzinho e Gérson.
  • Ao vencer, Brasil conquistou também a Taça Jules Rimet, destinada à primeira equipe a ser tricampeã. A taça seria roubada no Rio em 1983.

1966 (Sede: Inglaterra | Campeão: Inglaterra)

  • O berço do futebol recebeu a Copa do Mundo pela primeira vez em 1966, tendo o estádio de Wembley como principal cenário.
  • Mas a maior surpresa do Mundial aconteceu quando a Coreia do Norte venceu a Itália por 1 a 0.
  • Esta foi também a Copa do jogador Eusébio, a "Pérola Negra de Moçambique", que levou a estreante Portugal até o 3º lugar e foi artilheiro do torneio, com nove gols.
  • A Inglaterra de Geoff Hurst venceu a Alemanha por 4 a 2 na final, em Wembley, com 98 mil testemunhas.

1962 (Sede: Chile | Campeão: Brasil)

  • O Chile foi eleito como sede após uma dura disputa com a Argentina. Em 1960, o país foi atingido pelo terremoto de Valdivia, o mais forte já registrado. Mas se recuperou para receber a Copa.
  • Este foi também o primeiro Mundial a ter uma média menor que três gols por partida.
  • Antes de conquistar o 3º lugar, o Chile travou a "Batalha de Santiago" contra a Itália. A partida foi interrompida diversas vezes por brigas e episódios de violência entre os jogadores.
  • O Brasil, liderado por Garrincha e sem Pelé - contundido no início do torneio -, foi bicampeão ao vencer a Tchecoslováquia por 3 a 1.

1958 (Sede: Suécia | Campeão: Brasil)

  • Aos 17 anos, Pelé se tornou o jogador mais jovem a participar e a marcar gols em uma Copa.
  • Este foi o único Mundial do qual participaram as quatro nações do Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.
  • O francês Just Fontaine estabeleceu a marca de maior número de gols em uma só Copa, com 13.
  • O Brasil conquistou seu primeiro título mundial com a "magia" de Vavá, Garrincha e Pelé, autor de dois gols na vitória final sobre a Suécia, por 5 a 2.

1954 (Sede: Suíça | Campeão: Alemanha Ocidental)

  • Na primeira Copa em que os jogadores exibiram números em suas camisetas, a Hungria era a favorita depois de 28 partidas invictas e de ganhar a medalha de ouro olímpica.
  • Com a ajuda do "time de ouro" húngaro, a Copa na Suíça teve a maior média de gols da história: 5,38. Foi também a primeira Copa a ser transmitida pela televisão.
  • Nas semifinais, em um dos melhores jogos da história, a Hungria venceu o Uruguai por 4 a 2. A Celeste jamais havia perdido um jogo em Copas do Mundo.
  • A Hungria começou a final contra a Alemanha Ocidental marcando dois gols em oito minutos, mas foi derrotada por 3 a 2. O país jamais repetiria o sucesso.

1950 (Sede: Brasil | Campeão: Uruguai)

  • Por causa da Segunda Guerra Mundial, a primeira Copa no Brasil, só aconteceu 12 anos depois da anterior, na Itália.
  • Foi a única Copa que não teve uma final oficial. Os quatro times que se classificaram em primeiro em seus grupos disputaram partidas entre si.
  • A Índia desistiu do torneio na última hora. Por causa disso, o Uruguai só jogou uma partida na primeira fase, contra a Bolívia.
  • Apesar de ter vencido mais jogos (por isso aparece em primeiro lugar nesta tabela), o Brasil perdeu para o Uruguai por 2 a 1, silenciando os 200 mil torcedores no Maracanã.

1938 (Sede: França | Campeão: Itália)

  • A Argentina e o Uruguai boicotaram o torneio depois da decisão da FIFA de dar a sede outra vez a um país europeu.
  • Brasil, Cuba e as Índias Orientais Holandesas (atual Indonésia) foram os únicos países não-europeus a participar.
  • O artilheiro do torneio foi o brasileiro Leônidas, o "Diamante Negro", que chegou a marcar um gol descalço. Ele não jogou nas semifinais por decisão do técnico e o Brasil perdeu da Itália.
  • Ao vencer a Hungria por 4 a 2, a Itália se tornou a primeira bicampeã do mundo.

1934 (Sede: Itália | Campeão: Itália)

  • O Uruguai não participou da Copa italiana, em resposta ao "boicote" dos países europeus ao Mundial de 1930. Este foi o único torneio em que o campeão mundial não defendeu seu título.
  • Foi também a primeira vez em que houve uma fase classificatória prévia e até anfitriã Itália teve que participar.
  • A Argentina, sem o time vice-campeão da Copa anterior, foi eliminada na primeira rodada, assim como o Brasil.
  • A Itália, que teve que jogar uma partida de desempate para definir as quartas-de-final contra a Espanha, levantou a taça pela primeira vez ao vencer a Tchecoslováquia por 2 a 1.

1930 (Sede: Uruguai | Campeão: Uruguai)

  • A primeira Copa do Mundo aconteceu no Uruguai, que foi escolhido após vencer as competições olímpicas de 1924 e 1928.
  • Treze países participaram do torneio, apenas quatro deles europeus - entre guerras, muitos não conseguiam arcar com os custos da viagem.
  • O francês Lucien Laurent marcou o primeiro gol da história dos Mundiais. E o argentino Guillermo Stábile foi o artilheiro, com oito.
  • Diante de 93 mil torcedores em Montevidéu, o anfitrião Uruguai levantou a primeira taça após vencer a Argentina por 4 a 2.