Rio e São Paulo caem em ranking de turismo internacional

  • 29 janeiro 2014
Turistas internacionais no aeroporto de Buenos Aires | Crédito: BBC
Image caption Crescimento do número de turistas no Rio e em São Paulo foi abaixo da média mundial, diz Euromonitor

Apesar de terem recebido mais visitantes internacionais, Rio de Janeiro e São Paulo caíram no ranking dos 100 destinos mais visitados do mundo.

O levantamento, elaborado anualmente pela consultoria Euromonitor, analisa os países que mais acolheram turistas estrangeiros em 2012.

Devido ao período analisado, o ranking não leva em conta a marca histórica de 6 milhões de turistas estrangeiros que chegaram ao Brasil no ano passado, de acordo com dados do Ministério do Turismo brasileiro.

Segundo a Euromonitor, em 2012, o Rio de Janeiro ocupou a 90ª posição no ranking, com 1.796.700 visitantes internacionais, alta de 6% em relação ao ano anterior. Já São Paulo ficou no 97º lugar, com 1.690.000 turistas estrangeiros, um acréscimo de 2,4% à mesma base de comparação.

Embora as duas cidades tenham recebido mais turistas estrangeiros, o crescimento de ambas foi inferior à média global, de 6,6%.

Na comparação com outros destinos da América Latina, Rio e São Paulo ficaram atrás de Lima, no Peru (3.792.500), Buenos Aires, na Argentina (3.166.500), Cidade do México (3.127.300) e Cancún (2.612.500), ambas no México, e Punta Cana (2.398.500), na República Dominicana.

Em 2011, Rio de Janeiro e São Paulo ocuparam a 86ª e a 89ª posições, respectivamente, entre os 100 destinos mais visitados do mundo por estrangeiros.

Liderança

De acordo com a Euromonitor, Hong Kong ocupou pelo segundo ano consecutivo o topo da lista, recebendo 23.770.200 turistas estrangeiros, alta de 6,5% na comparação com 2011.

O território chinês é seguido de perto por Cingapura, com 21.345.700 visitantes internacionais.

Bangcoc (Tailândia), Londres (Reino Unido) e Macau (China) completam a lista dos cinco principais destinos turísticos do mundo para não-nacionais.

Por outro lado, ressalva o relatório, mais da metade do crescimento de Hong Kong foi motivada por turistas vindos da China - que são classificados como turistas estrangeiros por causa da peculiaridade do status político do território, que por séculos foi colônia britânica.

Já Cingapura continua dependendo fortemente dos visitantes da Malásia e da Indonésia.

Entre os 10 destinos mais visitados por turistas internacionais em 2012, seis estão na Ásia, refletindo a importância da região para o turismo internacional, informa o estudo.

De acordo com o levantamento, a China foi o país que mais cresceu em número de emissão de turistas internacionais.

Cenário global

Segundo a Euromonitor, as cidades chinesas de Xangai, Pequim e Zhuhai tiveram os piores desempenhos em relação ao desembarque de turistas estrangeiros em 2012.

O revés, diz o estudo, ocorreu por causa da redução da atividade econômica da China, da valorização da moeda local, o yuan, e dos temores sobre poluição. Por causa dessa combinação de fatores, muitos turistas deixaram de visitar o país.

O levantamento também mostra uma recuperação, ainda que incipiente, do turismo internacional nos países árabes, devido à interrupção no ciclo de violência iniciado com a Primavera Árabe.

A Euromonitor reitera, por outro lado, que os números estão aquém dos alcançados antes do levante revolucionário, especialmente em cidades como Cairo e Sharm El Sheik, ambas no Egito.

Russos e chineses

Segundo o relatório, Alemanha, Estados Unidos, Reino Unido, China e Rússia foram os países com maior emissão de turistas internacionais em 2012.

No entanto, a Euromonitor prevê que, em 2017, a China lidere o ranking, seguida por Alemanha e Rússia.

Como resultado, países com maior apelo a turistas chineses e russos, como a Tailândia, tendem a registrar maiores taxas de crescimento do turismo internacional, assinala o estudo.

O levantamento foi feito com base em estatísticas oficiais nacionais, desembarques em aeroportos e acomodações em hotéis e outros tipos de hospedagem.

Notícias relacionadas