Amigos dizem que namorada de Jagger não aparentava depressão

Mick Jagger e L'Wren Scott (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Segundo pessoa próxima ao casal, 'não havia sinais de problemas no relacionamento'

Amigos da estilista americana L'Wren Scott - namorada do cantor Mick Jagger, encontrada morta na manhã desta segunda-feira, em Nova York - dizem estar surpresos com a notícia de seu aparente suicídio e afirmam que ela não demonstrava sinais de depressão.

“Todos estão realmente chocados, não havia sinais de depressão, isso foi um enorme choque para todos”, disse uma amiga da modelo ao site de notícias E! News.

Uma pessoa próxima a Scott disse ao jornal New York Post que a estilista passou o Natal em uma ilha no Caribe e aparentava estar “completamente normal”.

“Ela nunca me disse nada como 'estou triste'”, disse a fonte.

O jornal cita ainda outra pessoa próxima a Scott e Jagger, que disse que “não havia sinais de problemas no relacionamento” do casal.

Um porta-voz do cantor, que está em turnê na Austrália, disse que Jagger está “completamente chocado e devastado” com a notícia. Os dois estavam juntos desde 2001.

Problemas financeiros

Alguns relatos citados pela imprensa dão conta de que a estilista poderia estar enfrentando problemas financeiros.

Recentemente, ela havia cancelado sua participação na Semana da Moda de Londres, alegando atrasos na produção do desfile.

Scott, de 49 anos, foi encontrada por volta das 10h (11h em Brasília) em seu apartamento no oitavo andar de um prédio de luxo em Chelsea, área nobre de Manhattan.

A assessoria de imprensa do Departamento de Polícia de Nova York disse à BBC Brasil que o caso ainda está sendo investigado.

A causa oficial da morte ainda não foi divulgada, mas fontes policiais citadas pela imprensa americana disseram que se trata de “aparente suicídio”.

Segundo essas fontes, a estilista foi encontrada por uma assistente que tinha a chave do apartamento. Após receber uma mensagen de texto de Scott pedindo que fosse ao local, a assistente encontrou a estilista enforcada com uma echarpe.

Segundo a polícia, não há sinais de crime no local. Também não foi encontrada nenhuma carta de suicídio.

Carreira

Filha adotiva de mórmons do Estado de Utah, Scott começou a carreira como modelo, em Paris, para onde se mudou após completar o ensino médio.

Anos depois, já em Los Angeles, começou a se dedicar à carreira de estilista.

Como estilista, vestiu celebridades como Angelina Jolie, Sarah Jessica Parker, Nicole Kidman e a primeira-dama dos EUA, Michelle Obama. Seus figurinos também apareceram em várias produções de Hollywood.

Notícias relacionadas