Schumacher tem momentos de consciência, diz agente

Direito de imagem AFP
Image caption Schumacher estava esquiando fora da pista quando o acidente aconteceu

O campeão de Fórmula 1 Michael Schumacher está mostrando "momentos de consciência" após mais de três meses em coma, segundo sua agente.

Sabine Khen disse em um comunicado à imprensa que ele está "fazendo progressos", e que eles continuam "confiantes".

Os médicos na França estão trabalhando para retirar o piloto, sete vezes campeão mundial, do coma induzido.

O alemão de 45 anos sofreu uma lesão grave na cabeça em um acidente de esqui nos Alpes franceses, em 29 de dezembro.

"Estamos ao lado (dele) nessa longa e difícil luta, junto com o time do hospital de Grenoble", disse Kehn no comunicado.

"Nós gostaríamos de agradecer a todos por sua constante consideração. Mas pedimos novamente para entenderem que não pretendemos revelar detalhes."

Os investigadores que estão pesquisando o acidente disseram que Schumacher estava a uma velocidade de um "esquiador muito bom" no momento da sua colisão em Meribel.

Ele estava esquiando fora da pista quando caiu e bateu em uma pedra, disseram os investigadores.

Especialistas reconstruíram os acontecimentos que levaram ao acidente depois de examinar o equipamento de esqui de Schumacher e assistiram às imagens filmadas em uma câmera acoplada ao seu capacete.

Schumacher se aposentou das corridas em 2012, após uma carreira de 19 anos.

Ele ganhou dois títulos com a Benetton, em 1994 e 1995, antes de mudar para a Ferrari em 1996 e ganhar cinco títulos consecutivos a partir de 2000.

Notícias relacionadas