Fifa pede, e Itaquerão terá novo teste no dia 29

  • 19 maio 2014
Teste da Fifa na Arena Corinthians / Crédito da foto: Renata Mendonça / BBC
Image caption Teste na Arena Corinthians teve quase 37 mil torcedores, mas não usou as arquibancadas provisórias

Após um primeiro teste considerado "bem-sucedido" pela Fifa e pelo Comitê Organizador Local (COL), a Arena Corinthians, popularmente conhecida como Itaquerão, receberá uma nova partida para testar o estádio antes da abertura da Copa do Mundo. A pedido da entidade máxima do futebol, o jogo entre Corinthians e Cruzeiro acontecerá na arena em Itaquera no dia 29 de maio, às 16h.

A partida, válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, estava marcada para o dia 28 no Canindé, às 22h. Mas com a necessidade da Fifa e do COL de testarem as arquibancadas temporárias antes da Copa do Mundo, a CBF aceitou alterar a data, o horário e o local do jogo.

Ainda não foram divulgados detalhes sobre como acontecerá o teste, mas é certo que os 20 mil assentos provisórios - que não foram utilizados no jogo do último domingo - estarão disponíveis para os torcedores. Outra exigência da Fifa foi para que a partida acontecesse à tarde, e não à noite (como seria normalmente no meio da semana), para que o acesso ao estádio pudesse ser testado novamente. No jogo entre Corinthians e Figueirense, houve muitas reclamações quanto à chegada à Arena Corinthians para os que optaram por ir de carro e não utilizaram o transporte público.

A BBC Brasil já havia antecipado o desejo do COL e da Fifa de realizarem um novo teste no estádio de São Paulo por causa das arquibancadas temporárias. Depois do jogo entre Corinthians e Figueirense no domingo, o chefe do comitê falou à reportagem e revelou a possibilidade de fazer um novo evento na arena antes da partida de abertura do Mundial.

Image caption Organizadores estudam possibilidade de fazer teste "extra" com público nas provisórias

"Podemos dizer que estamos confiantes, porque estamos acompanhando os testes com a construtora das arquibancadas temporárias", disse Ricardo Trade, o chefe do COL, à BBC. "E nós vamos testar isso na realidade talvez no começo de junho, usando 10 mil pessoas em cada arquibancada para testar, mas estamos muito confiantes."

De início, a ideia era mudar o mando de jogo da partida entre Botafogo e Corinthians, programada para domingo, dia 1º de junho, no Maracanã, para a Arena Corinthians. Mas para evitar grandes alterações na tabela do Campeonato Brasileiro, CBF, Fifa, COL e Corinthians entraram em um acordo para fazer o novo teste no Itaquerão em 29 de maio, na partida contra o Cruzeiro

Avaliação positiva

"Um dos melhores testes que a gente já realizou." O chefe do Comitê Organizador Local da Fifa (COL), Ricardo Trade, saiu da Arena Corinthians bastante satisfeito com o primeiro jogo oficial do estádio no "padrão Fifa". Segundo ele, faltam apenas "alguns ajustes" para o estádio estar plenamente pronto para receber a abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho.

Image caption Torcedores aprovaram chegada ao estádio por transporte público: "Foi muito tranquilo"

Foram quase 36.694 torcedores acompanhando Corinthians e Figueirense, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro e, segundo a avaliação geral do COL – que representou a Fifa na operação do estádio –, a arena ficou com a nota 8 pela organização. Os pontos altos para a comitiva da entidade máxima do futebol foram a eficiência do transporte público e a orientação dos voluntários testados ao redor do estádio.

A reportagem da BBC Brasil também conversou com alguns torcedores na entrada e na saída do estádio e ouviu muitos elogios, principalmente com relação ao transporte público. Tanto a Prefeitura de São Paulo quanto o próprio Corinthians orientaram os torcedores a usarem o metrô ou o trem da CPTM – o chamado Expresso da Copa – para acessarem a arena.

"Estava tudo muito sinalizado, desde a saída do metrô, as pessoas orientando. Então foi tudo muito bem organizado, muito tranquilo", contou Pedro Henrique Silva.

Para os que não abriram mão do carro, a chegada ao estádio foi um pouco caótica. Como parte da operação, a Prefeitura interditou algumas vias – incluindo um trecho da Radial Leste, a principal via de acesso à arena - e o trânsito foi inevitável.

"Foi horrível para chegar. Parei o carro aqui atrás, bem perto do estádio, e tive que dar toda essa volta até a estação Artur Alvim a pé. Foi quase uma hora andando", reclamou um dos torcedores na chegada ao estádio.

A vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, falou após a partida e admitiu que alguns erros precisarão ser corrigidos na orientação do trânsito fora do estádio, mas considerou uma "conquista" o fato de que a maioria dos torcedores aderiu ao transporte público para acessar a arena.

"Precisamos melhorar a orientação das avenidas que os veículos têm que chegar para ter acesso aos seus estacionamentos. A operação vai sofrer ajustes e ter um aperfeiçoamento grande para a Copa. Mas a maior conquista foi ver os torcedores aderirem a vir de metrô e trem, isso foi vitorioso", comemorou.

'Banho de água fria'

Image caption Sem proteção na cobertura, torcedores recorreram a capa de chuva para fugirem do temporal

Apesar do teste bem-sucedido, o primeiro jogo oficial da Arena Corinthians acabou dando dois "banhos de água fria" nos torcedores corintianos. Ambos no segundo tempo da partida com o Figueirense.

Na volta do intervalo, a chuva castigou a zona leste de São Paulo e, por conta de algumas partes inacabadas da cobertura dos lados leste e oeste – os principais – do estádio, muitas pessoas acabaram se molhando bastante para ver o jogo no setor onde estavam. A cobertura desses dois lados estava planejada para ficar pronta até a Copa, mas a entrega do material para a construção atrasou e ela só poderá ser concluída após o Mundial.

O segundo banho de água fria veio com o gol do Figueirense, o primeiro da Arena Corinthians, que foi marcado aos dois minutos do segundo tempo por Giovanni Augusto, com um chute cruzado de dentro da área. E com esse gol, o time de Florianópolis segurou o resultado e estragou a festa corintiana.

Apesar do resultado negativo no campo, quem esteve na Arena Corinthians uma semana atrás, na inauguração comemorativa do estádio, e voltou nesta semana para o teste oficial, pode notar uma grande diferença no "status" de entrega da obra. Sete dias atrás, os sinais de construção estavam em toda a parte, muitos assentos ainda não haviam sido instalados, a internet não estava funcionando e era possível ver andaimes e material de construção por toda a parte.

No teste deste domingo, os assentos já estavam todos instalados - com exceção a alguns na área de imprensa -, a internet wifi foi providenciada e os "vestígios" que ainda restam de obra ficaram para trás dos tapumes.

Notícias relacionadas