Imprensa espanhola diz que derrota para a Holanda foi 'humilhação' e 'pesadelo'

Espanha é derrotada para a Holanda (AP) Direito de imagem AP
Image caption Espanha não sofria cinco gols desde um amistoso com a Escócia em 1963

A imprensa espanhola foi quase unânime e chamou a derrota da sua seleção de "humilhação" e "pesadelo".

Atual campeã mundial, a Espanha foi vencida por goleada pela Holanda em sua estreia na Copa do Mundo nesta sexta-feira.

A partida foi disputada na Arena Fonte Nova, em Salvador, com a maioria da torcida a favor da Laranja Mecânica, a Holanda.

O primeiro tempo terminou empatado em 1x1 no que parecia ser um jogo duro e equilibrado.

Mas a Holanda fez quatro gols no segundo tempo e fechou a partida em 5x1.

O jogo foi uma reedição da final do Mundial de 2010, quando os dois times disputaram a taça.

Na época, a Espanha venceu a Holanda por 1x0 na prorrogação e sagrou-se campeã mundial pela primeira vez.

Desta vez, o resultado foi bem diferente, e a imprensa espanhola não perdoou.

El País

Direito de imagem Reproducao

O jornal destacou o ótimo segundo tempo da Holanda, em que o time marcou quatro gols, enquanto a Espanha não fez nenhum. O primeiro tempo havia terminado num empate de 1x1.

Para o El País, a derrota foi uma "surra monumental que deixou o universo boquiaberto" e que os espanhóis estavam "irreconhecíveis".

O jornal ainda afirmou que o avanço da equipe para a segunda fase da competição agora está em risco.

"Temos que ver se a Espanha está diante do declínio de sua melhor seleção na história ou se o grupo ainda será capaz de reerguer-se da lona."

ABC

Direito de imagem Reproducao

O jornal ABC disse que a seleção espanhola teve um péssimo desempenho no segundo tempo por uma "desconexão física e mental" que fez o time ser "arrasado pela Holanda".

O trunfo da Holanda, segundo o ABC, foi sua estratégia de roubar a bola e partir para o contra-ataque.

Segundo o jornal, a Espanha sofreu a pior derrota para um campeão mundial em sua estreia depois do título.

"Uma goleada que exige ganhar todas as outras partidas, contra Chile e Austrália, para classificar-se. Qualquer conta em relação ao saldo de gols já está perdida".

La Vanguardia

Direito de imagem Reproducao

O diário esportivo La Vanguardia disse que a vitória da Holanda foi a "vingança de Robben", em referência ao atacante Arjen Robben, que marcou dois gols na partida.

A seleção espanhola foi "destruída e destroçada" pela Holanda, segundo o La Vanguardia.

Para o jornal, uma vez à frente no placar, os holandeses ganharam segurança e "alegria defensiva", fechando os espaços em sua defesa e não dando chances aos espanhóis de recuperar o prejuízo.

"A Espanha está numa situação desesperadora e obrigada a ganhar as próximas partidas e a esperar um tropeço da própria Holanda ou do Chile para chegar às oitavas de final, em que fica perigosamente próxima do Brasil de Neymar."

As

Direito de imagem Reproducao

O As disse que a derrota é o "pior pesadelo do campeão" e destacou que a Espanha não sofria cinco gols numa partida desde 1963, num amistoso contra a Escócia.

Segundo o jornal, o erro do goleiro Casillas no quarto gol da Holanda é simbólico.

"O jogador que havia nos protegido por seis anos, com uma primorosa mistura de talento e sorte, nos deixou na mão. O mais desconcertante é não saber se isso foi apenas uma noite ruim ou não."

Mesmo assim, o As não perde a esperança. "A ferida é profunda, mas temos que lembrar que a Espanha ganhou o Mundial passado depois de perder o primeiro jogo. Se aquilo serviu para nos dar um novo ânimo, isso deve valer para nos enfurecer e seguir em frente."

Marca

Direito de imagem Reproducao

O Marca chamou a derrota de uma "humilhação mundial" e taxou o início do torneio como "desastroso". O motivo teria sido um "desajuste tático" da seleção espanhola.

O jornal destacou que a defesa espanhola estava frágil e que, ao ficar atrás no placar, o time "se desesperou".

Segundo o Marca, a goleada foi um "golpe brutal e difícil de superar".

"As sensações são as piores, e o pessimismo foi ressuscitado, mas ainda restam duas partidas."

Notícias relacionadas