Seleção da Inglaterra tem seu pior desempenho em Copas desde 1958

  • 20 junho 2014
Jogadores ingleses após derrota para Uruguai (Reuters)
É a primeira vez que o time é eliminadona primeira fase desde 1958

A seleção da Inglaterra nunca havia sido eliminada de uma Copa da forma como ocorreu hoje.

O time perdeu suas duas primeiras partidas e dependia de uma vitória da Itália contra a Costa Rica e na partida seguinte para seguir matematicamente com chances de classificação.

A derrota da Itália por 1 a 0 para a Costa Rica, em Recife, acabou com o sonho inglês.

É a primeira vez que o time sai do Mundial na primeira fase desde 1958. E, de forma inédita, volta pra casa na segunda rodada da primeira fase da competição.

Falta de experiência

O ex-zagueiro inglês Rio Ferdinand acredita que a falta de experiência do time comandado por Roy Hodgson foi a razão do desempenho ruim, mas considera que o torneio foi importante para o desenvolvimento dos jovens jogadores.

"Talvez o time tenha sido um pouco ingênuo, por exemplo, no jogo contra o Uruguai, quando empataram em 1 a 1 e tinham a chance de garantir um ponto e levar a decisão para o último jogo", disse Ferdinand.

O ex-zagueiro destacou que os jogadores ganharam experiência. "Eles puderam sentir a pressão de um Mundial", comentou.

O técnico Roy Hodgson escalou um time jovem e tinha esperança de que eles seriam capazes de se destacarem em um grupo difícil em que havia três ex-campeões mundiais, além da Costa Rica

Os costa-riquenhos eram tido como a equipe mais fraca e acabaram sendo os primeiros do grupo a garantir sua vaga para a próxima fase.

Apesar das críticas ao técnico Roy Hodgson, o presidente da Associação Inglesa de Futebol (FA, na sigla em inglês), Greg Dyke, garantiu a permanência do treinador à frente da seleção inglesa.

A seguir, veja a repercussão imediata do jogo na imprensa britânica, que deu destaque à permanência de Hogdson no cargo após a eliminação, ao invés de comentar o fraco desempenho do time na Copa do Mundo:

Daily Telegraph

"O sonho da Inglaterra acabou", escreveu o The Daily Telegraph. O jornal lamenta que o time possa terminar o torneio em último do grupo.

Eles entrevistaram torcedores ingleses na Inglaterra e também no Brasil.

Os torcedores demonstraram desapontamento com a seleção, mas entre os que estão no país da Copa se observa um certo encantamento com o Brasil.

"A gente teve um ótimo momento aqui. Foi uma grande festa, e os brasileiros nos trataram muito bem", disse um dos entrevistados.

The Times

O diário The Times destacou o desempenho da Costa Rica no Mundial e apontou que o time causou um "enorme transtorno" ganhando da Itália - e também eliminando a Inglaterra, dois ex-campeões.

O jornal trouxe o comentário do presidente da FA sobre a permanência do técnico. "Somos a favor da permanência de Roy Hodgson. Já pedimos que ele continue", disse Dyke.

Mirror

O Mirror enfatizou o fato de que o time inglês ainda é jovem.

"Alguns desses jogadores vão ganhar experiência e podem usar isso no próximo torneio", apontou.

O tabloide destacou que o técnico está totalmente seguro do seu trabalho à frente do time, mesmo com a eliminação na Copa.

The Sun

O tabloide The Sun destacou que, mesmo depois do pior desempenho da Inglaterra nos últimos Mundiais, o técnico irá permanecer no cargo.

O último jogo da Inglaterra na Copa do Mundo 2014 será na terça-feira contra a Costa Rica, atual líder do Grupo D, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Notícias relacionadas