Holandeses respiram aliviados, e chilenos preveem a ‘desgraça’ contra o Brasil nas oitavas

Torcedor chileno e brasileiro (Getty) Direito de imagem GETTY
Image caption Histórico entre Brasil e Chile mostra grande vantagem da seleção canarinho

Para quem teria que enfrentar, logo no primeiro jogo da Copa do Mundo, a atual campeã mundial Espanha, os holandeses estão mais do que satisfeitos com o fim da primeira fase. Até porque, alcançaram os dois principais objetivos na chave: classificaram-se para as oitavas de final e fugiram definitivamente do caminho do Brasil – as duas equipes agora só se enfrentam se chegarem à final.

Mas para os chilenos a primeira fase termina com um 'quê' de tristeza. Depois de surpreender os espanhóis e garantir a classificação às oitavas já no segundo jogo da chave, o Chile acabou derrotado para a Holanda e terá que se reencontrar com o Brasil em mais um mata-mata – o histórico das duas equipes, a começar pelas próprias oitavas de final da última Copa, mostra que a seleção brasileira leva grande vantagem nessa disputa.

Sabendo disso, os em geral animados chilenos saíram da Arena Corinthians nesta segunda-feira já prevendo que o Brasil venceria Camarões e se confirmaria como adversário de "La Roja" nas oitavas – o que desanimou um pouco os torcedores, que vinham embalados pelo desempenho de uma das "sensações" do campeonato.

"Temos muito respeito pelo Brasil porque nos últimos mundiais acabamos perdendo para eles. Então é uma equipe muito boa, nunca vamos perder a esperança, mas é difícil. Muito difícil", lamentou um dos chilenos na saída do estádio à BBC Brasil.

"Acabou agora. Estou voltando para o Chile. Se for para chorar a eliminação, prefiro fazer isso na frente da televisão e não aqui", disse outro torcedor de "La Roja".

O motivo da desesperança chilena tem sentido – a seleção brasileira não traz nenhuma boa lembrança à torcida Roja. Começando na própria casa dos rivais sul-americanos, na semifinal da Copa de 1962 (o segundo título mundial conquistado pelo Brasil), quando a equipe de Garrincha e companhia venceu o Chile por 4 a 2, passando pelas oitavas de final do Mundial de 1998, quando os brasileiros despacharam os chilenos novamente com uma goleada por 4 a 1 e culminando na derrota por 3 a 0 também nas oitavas da Copa de 2010.

Image caption Retrospecto ruim contra o Brasil desanima, mas chilenos eles acreditam que “tudo pode acontecer”

O retrospecto ruim desanima, mas não faz os chilenos perderem completamente a esperança. Milhares deles vieram ao Brasil para apoiar a equipe e, mesmo jogando contra o time da casa, acreditam que "tudo pode acontecer" – sem deixar de ressaltar que o caminho para ir mais longe na Copa do Mundo ficou bem mais complicado agora.

"Agora teremos que enfrentar o Brasil, não tem outro jeito. Nada é impossível, vamos nos empenhar da mesma forma, queremos ser campeões", afirmou Nora.

"Vamos ganhar. Vai ser difícil, temos que ganhar de todos para ser campeões, então temos que ganhar", comentou Alfredo.

Holandeses 'aliviados'

Se os chilenos têm um mau retrospecto jogando contra o Brasil, os holandeses ainda guardam fresco na memória a vitória de virada sobre a seleção nas quartas de final da Copa de 2010 e, portanto, não tinham tanto o que temer caso enfrentassem os brasileiros nas oitavas.

Mas os torcedores da Laranja Mecânica deixaram transparecer um certo alívio com a vitória sobre o Chile, que tirou a Holanda do caminho do Brasil até uma possível final entre as duas equipes.

"Não vamos jogar contra eles até a final. O Brasil esta feliz e nós estamos felizes, porque eles não queriam nos enfrentar e nós não queríamos enfrentá-los também. O melhor cenário seria uma final entre Holanda e Brasil", disse o holandês Rob após o jogo contra o Chile na Arena Corinthians.

Os holandeses se empolgaram com a campanha de sua seleção neste início de Copa, principalmente após a estreia brilhante com uma goleada por 5 a 1 sobre a Espanha, e agora acreditam que dá para ir longe neste Mundial – e talvez até frustrar o sonho do hexacampeonato do Brasil.

"A coisa mais importante de hoje era justamente fugir do Brasil, porque nós queremos a final contra o Brasil. Quando enfrentarmos o Brasil será muito difícil, então melhor que seja depois", opinou o holandês Oscar.

Livres da seleção, os holandeses voltam a campo agora em Fortaleza no próximo domingo, quando enfrentarão o México, segundo colocado do grupo A. Já o Brasil joga no sábado em Belo Horizonte contra o Chile para decidir quem segue na competição.

Notícias relacionadas