Após novos dados, busca por voo MH370 muda de local

  • 26 junho 2014
mapa de nova área de buscas do voo | Governo australiano Direito de imagem Governo australiano
Image caption Faixa laranja indica nova área de buscas do voo MH370

O governo australiano anunciou que vai alterar a área de buscas do avião que caiu quando fazia o voo MH370, da Malaysia Airlines, no dia 8 de março.

A decisão leva em conta uma nova análise de dados de satélite.

Segundo o vice-primeiro-ministro australiano, Warren Truss, as buscas cobrirão uma área a 1,8 mil quilômetros ao sul da costa oeste do país.

O avião da Malaysia Airlines desapareceu dos radares com 239 pessoas a bordo quando seguia de Kuala Lampur para Pequim.

Na semana passada, a empresa britânica de satélites Inmarsat disse à BBC que a equipe de buscas ainda não havia começado a procurar na área que seus especialistas acreditam ter sido o mais provável destino final do voo MH370.

Os especialistas da Immarsat usaram os horários e frequências de sinais de conexões entre o avião e seus satélites para deduzir que o avião caiu no sul do Oceano Índico.

Até então, as buscas estavam concentradas mais a nordeste da área identificada pela companhia britânica.

Ainda não está claro, porém, se a nova área anunciada nesta quinta-feira segue as recomendações da Inmarsat.

Ao longo dos últimos meses, navios e aviões foram empregados em buscas intensas em uma área do Oceano Índico a oeste da Austrália.

Os navios chegaram a captar ruídos semelhantes aos emitidos por caixas-pretas e enviaram um veículo submarino autônomo para procurar destroços, mas nunca encontraram indícios de que o avião tivesse caído naquela região.

Notícias relacionadas