Iraque confirma à BBC que Síria bombardeou insurgentes sunitas

Iraque e refinaria. Direito de imagem AP
Image caption Forças iraquianas estão combatendo insurgentes sunitas em lugares como refinarias

O primeiro ministro do Iraque, Nouri Maliki, confirmou para a BBC nesta quinta-feira que a Síria efetuou ataques aéreos contra insurgentes dentro do território iraquiano nesta semana.

Maliki disse que jatos aéreos sírios bombardearam posições militares do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante (Isis) perto da cidade fronteiriça de Qaim na terça-feira.

O premiê disse que, embora não tenha solicitado a incursão, "aplaude" os ataques.

O Isis e seus aliados sunitas tomaram vastas áreas do Iraque neste mês, incluindo a segunda maior cidade, Mosul.

O governo iraquiano luta para tentar deter o avanço dos militantes no norte e no oeste do país, e tem recebido apoio do Irã, com quem a maioria xiita tem ligações próximas.

Em um esforço para manter a unidade nacional, Maliki buscará formar um novo governo quando o Parlamento voltar se reunir na próxima semana, em Bagdá.

Frente Al Nusra

Em outra frente, relatos dizem que uma unidade da filial síria da Al-Qaeda, a Frente Al Nusra, aliou-se ao Isis na cidade síria de Albu Kamal, perto da fronteira iraquiana.

Até recentemente, a Frente Al Nusra lutava na Síria contra o Isis, visto como prejudicial para a causa devido a sua brutalidade e extremismo.

Em entrevista à BBC, Maliki disse que o Iraque estava comprando aviões de guerra russos, que podem chegar em poucos dias, já que os EUA atrasaram a venda de jatos F16.

Os Estados Unidos, que também apoiam o governo iraquiano, enfatizou que os militantes só podem ser derrotados pelas próprias forças iraquianas.

Notícias relacionadas