Britânico tem parte da orelha arrancada durante jogo entre Inglaterra e Uruguai

  • 28 junho 2014
Arena Corinthians (foto: Reuters) Image copyright Reuters
Image caption Policiais britânicos tetam identificar suspeito de morder orelha de torcedor durante jogo Inglaterra x Uruguai

Um torcedor da Inglaterra teve parte da orelha esquerda arrancada ao receber uma mordida de outro torcedor do mesmo time no último dia 19, durante o jogo entre Uruguai e Inglaterra em São Paulo. O agressor está sendo procurado por autoridades britânicas e brasileiras.

Uma autoridade da Polícia Civil disse à BBC Brasil que um inquérito foi aberto para apurar o caso. Segundo ela, a agressão teria ocorrido dentro da Arena Corinthians, onde o jogo ocorreu.

O momento da mordida foi registrado em um vídeo, informou a chefe da comissão da polícia britânica que veio ao Brasil durante a Copa, Rachel Barber.

“Logo após o ataque, nós conseguimos entrar em contato com a vítima para oferecer apoio e orientação. Um dia após o ataque, a vítima fez uma queixa formal para a polícia local”, afirmou Barber em nota.

Sem esclarecimento

Ela afirmou que diversas testemunhas foram encontradas e prestaram depoimento descrevendo a agressão, mas não foi possível identificar o suspeito.

Policiais britânicos chegaram a usar a imagem de vídeo do ataque para tentar achar o agressor entre os torcedores que foram à última partida da Inglaterra em Belo Horizonte, mas não o encontraram.

As autoridades britânicas não esclareceram o motivo e o contexto da agressão, nem divulgaram o nome da vítima. Também não está confirmado se a pessoa que realizou o ataque é britânica ou tem outra nacionalidade.

De acordo com relato divulgado na imprensa britânica, o ataque teria motivação racista, aparentemente porque a vítima tem pele mais escura.

Barber afirmou que a polícia britânica não está medindo esforços para identificar e localizar o suspeito.

Se ele for pego, pode ser apresentado à Justiça britânica ou à brasileira.

As imagens em vídeo do ataque estão sendo analisadas pela unidade especializada em futebol da polícia britânica.

Brigas

Em todas as partidas da Inglaterra durante a Copa do Mundo – em Manaus, São Paulo e Belo Horizonte - foram registradas brigas e tumultos envolvendo torcedores da equipe.

Na maioria delas eram os próprios britânicos que brigavam entre si e depois eram separados por stewards, os seguranças privados contratados pela Fifa. Em boa parte dos casos os envolvidos estavam alcoolizados.

No mesmo dia 19, antes do início da partida entre Inglaterra e Uruguai, um grupo de mascarados disparou fogos de artifício contra um grupo de torcedores da Inglaterra que esperava pelo início da partida em um bar no centro de São Paulo. O ataque teria partido de brasileiros, supostamente integrantes da uma torcida organizada do Corinthians.

Nenhum britânico ficou ferido. Um grupo de 14 suspeitos foi detido por policiais militares após invadir um ônibus para fugir do local.

Notícias relacionadas