Fifa diz que não punirá Zúñiga por joelhada em Neymar

  • 7 julho 2014
Neymar (Reuters) Image copyright Reuters
Image caption Neymar sofreu fratura na terceira vertebra lombar em choque com o lateral colombiano Zúñiga

A Fifa anunciou nesta segunda-feira que não irá punir o colombiano Camilo Zúñiga pela joelhada que tirou o brasileiro Neymar da Copa do Mundo, deixando-o com uma vértebra fraturada.

Neymar sofreu a lesão após choque com Zúñiga em partida pelas quartas de final do Mundial, na sexta-feira, na qual o Brasil derrotou a Colômbia por 2 a 1. O atacante deverá permanecer afastado dos gramados por um período de quatro a seis semanas.

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Fifa disse que o Comitê Disciplinar da entidade disse não poder atuar já que o choque foi presenciado pelo árbitro da partida, o espanhol Carlos Velasco.

O órgão disse ainda não poder aplicar artigo do Código Disciplinar que prevê a retificação de erros de árbitros já que Zúñiga sequer foi punido por um cartão.

"É importante notar que as condições sob as quais o Comitê Disciplinar da Fifa pode intervir em qualquer incidente devem ser consideradas independentemente das consequências do incidente, como uma lesão infeliz sofrida por um jogador", disse o comunicado.

A entidade desejou na nota "recuperação rápida e completa" a Neymar.

A seleção brasileira enfrentará a Alemanha na terça-feira por uma vaga na final da Copa.

Em entrevista na zona mista após a partida contra o Brasil, Zúñiga disse que não tinha intenção de machucar Neymar.

"Era uma jogada normal. Estava defendendo minha camisa. Nunca é a intenção se fazer mal a outro jogador".

A Fifa anunciou ainda que rejeitou o pedido da CBF de cancelar o cartão amarelo recebido por Thiago Silva na partida por não haver "base legal" para aceitá-lo. O zagueiro cumprirá suspensão após o segundo amarelo e desfalcará a seleção na partida contra a Alemanha.

Notícias relacionadas