Euforia com chegada de seleção alemã supera expectativas em Berlim

Torcedores recepcionam a seleção alemã em Berlim (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Um público quatro vezes maior do que o esperado recebeu a seleção alemã em Berlim

Milhares de torcedores se concentraram nesta terça-feira nas proximidades do Portão de Brandemburgo, em Berlim, na Alemanha, para recepcionar a seleção campeã na Copa do Mundo de 2014.

O público presente na festa de boas vindas superou as expectativas dos organizadores.

O número de fãs nos arredores do Portão e numa avenida que leva a ele foi estimado em 400 mil.

Os portões de acesso à comemoração tiveram de ser abertos às 6h30, para dar vazão à multidão.

'Obrigado'

Sob o sol forte, pais com crianças, jovens e idosos levantavam bandeiras e placas com a mensagem Danke, Junge (“Obrigado, garotos”, em tradução livre do alemão).

O casal Mohamed e Sameena El Katergi trouxe os filhos de 5 anos e 7 meses para celebrar, apesar da dificuldade de transportar o carrinho de bebê em meio a tantas pessoas.

"É importante que nossos filhos tenham orgulho do seu país”, diz Sameena.

"Tenho ascendência paquistanesa, e a família do meu marido veio do Líbano. Mas nós dois nascemos na Alemanha. Somos daqui.”

Direito de imagem BBC Brasil
Image caption Mohamed e sua mulher levaram os filhos à festa porque é 'importante ter orgulho' da Alemanha

Sobrevoo

Antes de pousar no aeroporto de Tegel, o avião que levava a seleção alemã sobrevoou o público que se aglomerava em um dos pontos mais conhecidos da capital alemã, para euforia dos fãs.

O voo recebeu uma autorização especial para realizar a manobra nas proximidades do Parlamento e do prédio onde trabalha a chanceler Angela Merkel.

Cerca de uma hora depois, próximo do meio-dia, os jogadores chegaram ao Portão de Brandemburgo.

Direito de imagem BBC Brasil
Image caption O adolescente Jan Hibsch (2º à dir.) nunca tinha visto a Alemanha ser campeã

Em clima informal, os atletas autografaram camisas, tiraram fotos com torcedores e não abriram mão de tomar cerveja e comer salsichas, dois dos elementos mais conhecidos da culinária do país, antes de subir ao palco para saudar os torcedores.

Os jogadores foram apresentados à multidão em grupos de seis. Eles tomaram o microfone das mãos dos apresentadores, dançaram e cantaram junto com os torcedores.

O técnico Joachim Löw evitou hoje comentar sobre seu futuro profissional. Ele tem contrato até 2016 para comandar a seleção alemã.

'Imperdível'

"Não podia perder isso, é a primeira vez que vejo a Alemanha campeã do mundo", diz o adolescente Jan Hibsch, que foi dispensado do estágio e acordou às 5h para garantir um lugar na festa.

Muitos dos fãs vieram de longe para acompanhar o evento. A estudante Anna Schulz, de 16 anos, foi um deles.

Ela deixou a cidade onde mora, Goslar, a quase 300 quilômetros de Berlim, no início da manhã.

Direito de imagem BBC Brasil
Image caption Anna Schulz viajou quase 300 quilêmetros para recepcionar a seleção alemã em Berlim

"Acompanhei todos os jogos. A Copa do Mundo estava linda. Pena que aqui só vimos os jogadores de longe", diz Anna.

Espera-se que, ao todo, 500 mil pessoas visitem a área de 1,2 quilômetro ao redor do Portão de Brandemburgo até o fim da tarde.

De volta à rotina

Os atletas da seleção estarão de férias nas próximas três semanas. Logo depois, porém, eles voltam a uma intensa rotina de jogos.

No dia 13 de agosto acontece a Supercopa, em que jogadores do Bayern de Munique, dos quais sete são atletas da seleção campeã mundial, jogarão contra o Borussia Dortmund.

Dois dias depois, começa a primeira rodada da Copa da Alemanha (DFB), que envolverá os principais times do país.

Já no dia 22, começa a Bundesliga, principal competição do futebol alemão.

E a final da Copa do Mundo será reeditada muito em breve. A Alemanha fará um amistoso com a Argentina, no dia 3 de setembro, em Düsseldorf.

Notícias relacionadas