Em experimento, robô viaja 6.000 km de carona no Canadá

  • 19 agosto 2014
Hitchbot (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption O robô cruzou 6 mil km de costa a costa na base da boa vontade de motoristas

Um robô feito de uma geladeira de cerveja e material de sucata acaba de completar a travessia de costa a costa do Canadá – pegando carona.

A jornada de 6.000 km do HitchBot, documentada pelo próprio nas redes sociais, foi um experimento das universidades canadenses Ryerson e McMaster.

O robô dependeu da boa vontade de motoristas, que o apanhavam à beira de rodovias e o deixavam mais próximo do destino final.

Ao longo da viagem, a máquina "trocava ideias" com as pessoas, e – através de seus equipamentos de GPS e 3G – traçava uma espécie de diário nas redes sociais.

"Este projeto pergunta: robôs podem confiar em seres humanos?", afirmou um dos pais do HitchBot, a pesquisadora Frauke Zeller, da Universidade Ryerson.

Cara de LED

O simpático robô, cujas expressões faciais são produzidas a partir de luzes de LED, foi "abandonado" no acostamento de uma autoestrada em Halifax, na costa oeste do Canadá, em 27 de julho.

De acordo com outro pai do projeto, David Smith, da Universidade McMaster, foram necessários apenas dois minutos para que a primeira carona fosse oferecida ao HitchBot.

Nas três semanas seguintes, o robô foi levado a um casamento, com direito a fotos na pista de dança, atraiu mais de 40 mil seguidores no Twitter e obteve quase 45 mil curtidas no Facebook.

Uma das fotos mais recentes do robô foi tomada em uma barca rumo a Victoria.

Durante as caronas, além de testar a interação com humanos, o robô também aproveitava para literalmente recarregar as baterias, ligado ao isqueiro do carro.

O HitchBot dispõe de paineis solares para manter a energia necessária para as suas atividades, como tirar dezenas de selfies e postá-las no Instagram.

O projeto agora planeja uma festa de boas-vindas para o robô na quinta-feira.

Notícias relacionadas