Médicos brasileiros comparam experiências no Brasil e no exterior

Direito de imagem Thinkstock
Image caption Foco das reportagens foi escolhido com base em uma consulta com leitores nas redes sociais

A BBC Brasil publica nesta semana uma série de depoimentos de médicos brasileiros que atuam no exterior para discutir os problemas e os pontos positivos do sistema de saúde pública no Brasil.

Os depoimentos fazem parte de uma série de reportagens especiais para nossa cobertura das eleições de 2014. A cobertura foi elaborada seguindo indicações feitas pelos leitores da BBC Brasil nas redes sociais, em consultas promovidas pelo #salasocial, o projeto da BBC Brasil que usa as redes sociais como fonte de histórias originais.

A maioria dos nossos leitores sugeriu o foco nos problemas da atenção básica de saúde no Brasil. As experiências dos médicos brasileiros no exterior visam contribuir para esse debate, trazendo exemplos dos sistemas públicos de saúde de outros países e promovendo um exercício de comparação com a realidade brasileira.

Os relatos dos médicos brasileiros no exterior também são uma oportunidade interessante de conhecer um pouco da realidade desses profissionais em outros países, num momento em que a sociedade brasileira ainda discute o programa Mais Médicos, do governo federal, que promoveu a vinda de médicos estrangeiros ao Brasil para tentar resolver o problema da falta de médicos no atendimento básico do sistema público.

Entre os depoimentos estão o da pediatra Márcia Dias da Costa, radicada há 17 anos na Espanha. Ela comenta a questão do preconceito dos pacientes contra estrangeiros, a crise que levou muitos médicos espanhóis a aderir ao programa Mais Médicos, no Brasil, e as diferenças entre os sistemas públicos de saúde nos dois países.

Leia aqui: "Já fui xingada", diz médica brasileira na Espanha

A patologista Fernanda Amary, que trabalha desde 2010 num hospital de Londres, diz que não sente preconceito por parte dos pacientes, mas diz afirma que levou tempo até conseguir a confiança dos colegas. A médica também comenta sobre as diferenças de organização nos sistemas de saúde no Brasil e no Reino Unido.

Leia aqui: "Aqui há preconceito contra médicos brasleiros como tínhamos contra bolivianos no Brasil"

Já o médico Fabio Cury, que está há dez anos em Québec, no Canadá, chama a atenção para o fato de haver um único sistema no país, o publico, que atende a ricos e pobres de maneira eficiente.

Leia aqui: "Pobres e ricos têm tratamento idêntico no sistema único no Canadá", diz médico brasileiro

Também publicamos uma reportagem que mostra as diferenças entre o Sistema Único de Saúde (SUS), do Brasil, e o NHS (National Health Service), o sistema britânico que serviu de inspiração para a criação do brasileiro.

Leia aqui: Desvalorizada no Brasil, saúde básica é chave do sucesso de sistema britânico

A BBC Brasil também pediu aos seus leitores nas redes sociais que compartilhassem conosco suas experiências com os sistemas públicos de saúde em outros países, seja como médicos ou como pacientes. Confira e também participe do debate.

Leia abaixo alguns comentários de nossos leitores:

Direito de imagem BBC World Service
Direito de imagem BBC World Service
Direito de imagem BBC World Service
Direito de imagem BBC World Service

Notícias relacionadas