Australiano é indiciado após 'pilotar' avião sem asas até bar

Policia de Newman Direito de imagem Policia de Newman
Image caption Polícia afirma que, sem asas, avião podia ter virado com vento

Um australiano foi indiciado por ter ido de avião a um bar na última sexta-feira, taxiando a aeronave sem asas pela rua principal da cidade de Newman até chegar a um pub.

Por volta das 14h do dia de Halloween, o homem "dirigiu" uma aeronave Beechcraft de dois lugares, sem asas, entre outros carros e pedestres.

O motorista, que não tinha licença para pilotar aviões, foi acusado de colocar em perigo a vida, saúde e segurança de outras pessoas. Ele terá que comparecer ao tribunal no dia 18.

Segundo a polícia, ele havia acabado de comprar o avião e estava levando a aeronave para casa, do outro lado da cidade, quando decidiu parar no pub.

Leia mais: Grafia errada faz caixa eletrônico oferecer 'ereções gratuitas'

A perícia descobriu também que, ao parar a aeronave, o piloto deixou o motor com a ignição ligada, o que pode ser perigoso.

Direito de imagem Policia de Newman
Image caption Homem foi indiciado por colocar vidas em perigo

"Foi uma coisa bem idiota de se fazer", disse o policial Mark McKenzi. "As crianças estavam voltando da escola. Podia ter sido bem feio."

Segundo ele, uma rajada de vento poderia ter virado o avião, porque ele perde estabilidade sem as asas.

"As pessoas acharam engraçado mas foi muito perigoso. Não ficamos nem um pouco felizes", completou.

A chegada informal do homem ao pub fez ele ser considerado uma lenda entre os funcionários. Depois que o piloto parou a aeronave no estacionamento, cerca de 200 pessoas foram ao local tirar fotos.

Notícias relacionadas