Dentista que não lavava as mãos provoca 'recall' de 22 mil pacientes por temor de infecção

Consultório do dentista D'Mello / Crédito: Google Direito de imagem Google
Image caption Mais de 20 mil pacientes deverão passar por exames por causa de falta de higiene em consultório de dentista

Mais de 20 mil pacientes de um dentista na Inglaterra terão que se submeter a testes de sangue após denúncias de que o dentista não respeitava procedimentos básicos de higiene par evitar a transmissão de doenças infecciosas.

De acordo com o NHS (sistema de saúde britânico), Desmond D'Mello, que trabalhava no condado de Nottinghamshire, não lavava as mãos, não trocava de luvas e não esterilizava seu equipamento após cada consulta.

A polícia também investiga se a morte de uma ex-paciente por doença infecciosa poderia estar relacionadas ao tratamento dentário.

A mulher, de 23 anos, morreu em agosto de 2013, no mesmo mês em que recebeu tratamento.

O NHS decidiu fazer o 'recall' de 22 mil pessoas que foram atendidas por D'Mellole; elas terão de passar por exames para avaliar se foram infectadas com algum vírus transmitido pelo sangue – como HIV ou HBV (vírus da hepatite B).

O relatório da entidade diz que D'Mello utilizava o banheiro de sua equipe no consultório para guardar os equipamentos que usava nos pacientes e, por isso, haveria um risco de contaminação.

Ainda segundo o NHS, os riscos de infecção seraim relativamente pequenos, mas os testes seriam necessários mesmo assim. D'Mello fez o teste do HIV e deu negativo.

"Os pacientes do Sr. D'Mello foram colocados em risco baixo de infecção por vírus transmitidos pelo sangue, devido a várias falhas nas medidas de controle de infecção", disse um porta-voz da NHL.

"Isso representa um risco de algum desses itens ter tido contato com fluidos corporais que podem estar contaminados", afirma o relatório.

Os inspectores da NHS disseram que novos donos reformaram o consultório e já alertaram para essas preocupações.

Leia mais: Receita dinamarquesa é sucesso contra obesidade infantil

Pacientes

Assim que ouviram a notícia do 'recall', alguns pacientes ficaram assustados. "Estou totalmente chocado. Nós sabíamos que ele havia sido suspenso, mas não sabíamos porquê", disse Beth Parsons, paciente do consultório de D'Mello.

Já Nigel Shearing disse que confia no trabalho do dentista e não está preocupado com os exames. "Eu fui o primeiro paciente dele quando saiu da faculdade. Eu frequento o consultório dele por 30 anos", contou.

"Ele sempre foi um verdadeiro profissional. Um dos melhores dentistas que já conheci. Não estou nem um pouco preocupado, tenho certeza de que não é nada. Se ele voltar ao consultório, vou continuar a fazer meu tratamento com ele", completou.

A NHS, por sua vez, procurou tranquilizar os pacientes do dentista reforçando que o risco de qualquer infecção é baixo.

"Pedimos desculpas pela preocupação a notícia (da suspensão e investigação do dentista) pode estar causando. Gostaria de enfatizar que o risco é baixo, mas aconselhamos todos que se sentirem afetados a procurar o NHS", disse Doug Black, um dos médicos da entidade.