#SalaSocial: Pelé gera onda global de nostalgia, homenagens e alarmismo

Direito de imagem Getty

O estado de saúde de Pelé foi tema de destaque nos mais variados órgãos de imprensa internacional e rendeu os mais variados comentários nas redes sociais - desde hashtag pedindo por orações e desejando melhoras ao eterno camisa 10 até posts "informando" que o craque estaria entre a vida e a morte.

Mas houve também notícias e posts esclarecendo que o estado de saúde do jogador não correspondia a relatos iniciais mais preocupantes, feitos por órgãos de imprensa internacionais assim que foi anunciado que Pelé havia sido hospitalizado devido a uma infecção urinária.

O diário britânico The Guardian foi um dos que frisou que o ex-jogador não estava na UTI, mas que o mal entendido foi desencadeado por um anúncio feito pelo hospital Albert Einstein, onde Pele está internado, dizendo que ele havia sido levado para uma unidade de cuidados especiais devido a "instabilidade médica".

De acordo com o jornal, "isso levou a notícias de que a condição do ex-jogador havia se agravado, mas o hospital afirmou que ele não estava sob cuidados intensivos".

Leia mais: Hospital diz que Pelé melhora mas segue na UTI

Relatos brasileiros

O jornalista britânico Alex Bellos, autor do livro Futebol: O Brasil em Campo, tuitou em sua conta na quinta-feira que "o boletim hospitalar de Pelé não era a manchete principal na imprensa brasileira. Se seu estado de saúde estivesse piorando, seria."

Em sua edição eletrônica desta sexta, o diário francês Libération cravou na manchete de sua seção esportiva uma frase do próprio Pelé para destacar que sua condição era estável: "Estou bem, não há nada de grave".

Direito de imagem TWITTER ALEX BELLOS

Mas nas redes sociais, em especial no Twitter e no Instagram, assim que surgiu a notícia de que o "rei" do futebol, de 74 anos, havia dado entrada em um hospital, internautas compartilharam imagens nostálgicas, como fotos antigas do jogador no time de Nova York Cosmos, ou dele abraçando o inglês Bobby Moore ao final da partida entre Brasil e Inglaterra na Copa de 1970, ou dando um abraço fraterno no pugilista Muhammad Ali.

Direito de imagem INSTAGRAM JONATHAN MASUEME

Um internauta, via Twitter, manifestou o temor - ao menos até o momento injustificado - de que a vida do ex-jogador estaria por um fio: "O maior de todos está batalhando por sua vida. Se recupere logo, @Pele. O mundo não será o mesmo sem você. #lenda #SerecuperelogoPele.

Uma conta mantida por torcedores do time inglês Liverpool, a @AnfiledLeak, afirmou em um tuíte: "Não posso pensar em nada pior do que outra tragédia esportiva'', uma referência à morte do jogador de críquete australiano Phil Hughes, que perdeu a vida após ter sido atingido na cabeça por uma bola.

Foram criadas duas hashtags aludindo ao estado de saúde do ex-atacante. A mais popular - #PrayforPele (#RezeporPelé) - chegou a ser mencionada mais de 8 mil vezes. Outra, #GetWellSoon (#SeReucpereLogo) teve desempenho mais modesto, tendo sido citada pouco mais de 800 vezes.

Um fã de futebol americano, Steve Railson, @steve_railston, postou uma foto de Pelé ao lado de várias criancinhas, acompanhada do tuíte "Nãooooooo, se segure aí, @Pele".

Humor

O diário esportivo espanhol Marca, popular na Espanha e nos países hispânicos, publicou várias notícias sobre o estado de saúde de Pelé, que renderam inúmeros comentários, em sua maioria de pessoas desejando uma rápida recuperação ao jogador.

Um dos leitores aproveitou para relembrar de históricas rivalidades futebolísticas, lembrando que Pelé marcou seu milésimo gol cobrando um pênalti sobre um goleiro argentino, Andrada.

Outro, comentou: "Desejo rápida recuperação ao melhor jogador brasileiro depois de Garrinha, Ronaldo e Romário", ironizando o título de "maior jogador do mundo" que costuma ser dado a Pelé.

Direito de imagem INSTAGRAM

Mas, para alguns, o estado de saúde do mítico jogador não foi motivo nem de lágrimas, nem de sorrisos, e tampouco interrompeu os negócios do dia a dia.

O New York Cosmos, time no qual o craque encerrou sua carreira, não deu bola para o assunto.

Em suas contas de Twitter e de Facebook, o Cosmos, onde Pelé jogou de 1974 e 1977, preferiu realizar promoções de bonés e de camisetas por conta da data de promoções comerciais Black Friday.