Madonna responde a críticas a fotos 'sadomasoquistas' de personalidades

Foto: Madonna/Facebook Direito de imagem MADONNA FACEBOOK
Image caption Fotos foram enviadas por fãs e postadas pela cantora em suas páginas nas redes sociais

A cantora Madonna defendeu as polêmicas fotos alteradas de personalidades como Martin Luther King, Nelson Mandela e a princesa Diana - em que eles aparecem com os rostos amarrados como em práticas sadomasoquistas - colocadas no seu site oficial.

As fotos foram alteradas e enviadas por fãs, e são inspiradas na capa do mais recente álbum da cantora, Rebel Heart.

As imagens foram criticadas por internautas no Facebook, que disseram que elas seriam de mau gosto.

Leia mais: Freira que venceu ‘The Voice’ italiano lança cover de ‘Like a Virgin’

"Sinto muito", escreveu Madonna em sua página no Facebook, em resposta aos comentários. "Não estou me comparando a eles".

"Estou admirando e reconhecendo seus Corações Rebeldes. Isto não é um crime e nem um insulto racista!"

"Se eles me colocaram na mesma categoria destas outras pessoas... Obrigada", escreveu a cantora em uma mensagem postada no domingo.

"Fiquei muito lisonjeada e espero, um dia, estar à altura de um centésimo do que estas pessoas fizeram."

Uma das fotos mais recentes colocadas no site foi uma da princesa Diana.

Leia mais: Madonna faz apelo por banda Pussy Riot durante show em Moscou

"Sim, a princesa Diana era #coraçãorebelde! Qualquer um que luta pela liberdade é um #coraçãorebelde.", escreveu Madonna na mensagem que acompanha a foto.

Entre outras imagens alteradas com cordas pretas "amarradas" no rosto estão fotos de John Lennon, Bob Marley e Marilyn Monroe.

Esta é apenas uma das últimas polêmicas cercando o novo trabalho da cantora. Madonna foi criticada no mês passado por exibir os seios em um ensaio fotográfico para uma revista.

E seis faixas do novo álbum foram lançadas em dezembro depois que as canções vazaram na internet.