Confira os melhores exercícios de acordo com o seu corpo

(Thinkstock) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Você é propenso a acumular gordura ou a queima com facilidade?

Cada corpo é único e uma espécie de "senha" que identifica o indivíduo, tais como as impressões digitais.

Sua aparência é determinada pelos genes presentes em seu organismo, sendo, portanto, impossível chegar a um consenso sobre o chamado "corpo perfeito".

No entanto, existem características semelhantes para classificar os corpos, os chamados somatótipos, que são determinados com base em propriedades ósseas, musculares e tecido adiposo.

A chave para saber qual o tipo de exercício mais adequado para você depende do entendimento que você tem do seu próprio corpo.

O problema é que "há um choque de interesses sobre o que se busca na hora de fazer exercícios", opina Juan Francisco Marco, professor do centro de ciência desportiva, treinamento e fitness Alto Rendimiento, na Espanha.

Leia mais: Corrida demais é tão prejudicial quanto exercício nenhum, diz estudo

"É preciso determinar se o que se busca é melhorar o aspecto físico ou se destacar em uma modalidade desportiva", acrescentou.

Existem três tipos de organismos ─ ou somatótipos ─ baseados em características genéticas e físicas. São eles:

Ectomorfo

Direito de imagem BBC World Service
Image caption As provas de fundo são ideais para as pessoas ectomorfas, ainda que para melhorar a aparência seja recomendável um programa de hipertrofia

"É a típica pessoa alta, magra, com uma tendência a inclinar-se para a frente. Possui membros longos, peitoral plano e tem dificuldade para ganhar massa muscular", explica Marco.

Marco diz que essas pessoas obtêm melhor rendimento nos esportes de "provas de fundo", como atletismo, natação ou ciclismo.

Leia mais: Combater câimbra com sal é um mito?

Nesse caso, ele recomenda estabelecer um programa de treinamento de força e hipertrofia focado no aumento da massa muscular.

"Elas devem se concentrar em exercícios básicos que movimentem muito as articulações, procurando trabalhar grupos musculares primários e secundários."

"O treino aeróbico tem de ser dosado para essa pessoa, porque ela pode perder peso e isso pode acabar freando o crescimento de massa muscular".

Endomorfo

Esse tipo de corpo é o oposto do anterior. Os endomorfos são caracterizados pela baixa estatura e pela forma arredondada, possuem um metabolismo lento que facilita o acúmulo de gordura, mas, por outro lado, têm maior facilidade para ganhar massa muscular.

Para esse grupo, Marco recomenda uma rotina com várias sessões de treino para aumentar a resistência cardiovascular.

Leia mais: Vegetarianos estão em desvantagem no esporte?

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Os endormofos se destacam nos exercícios de força graças à facilidade para construir massa muscular

"Tudo começa com um treino aeróbico de base que evolui para exercícios anaeróbios variados e de maior intensidade. É aconselhável para esse grupo buscar movimentar as articulações de forma muito dinâmica e não como o ectomorfo, a quem é recomendado um ritmo mais pausado, com descanso", acrescenta Marco.

Segundo o especialista, os esportes mais adequados para esse tipo de pessoas são os que trabalham força, potência e equilíbrio, como musculação ou luta.

No entanto, existem fatores que devem ser levados em conta, uma vez que se trata de um grupo com o qual é preciso ter cuidado durante os treinos.

"A intenção é aumentar a massa muscular e reduzir o que chamamos 'porcentual de gordura'. Se isso não for feito, a pessoa corre o risco de ficar grande e sem forma ─ o popular 'gordo forte'".

"Psicologicamente, esse grupo é também o mais fraco, porque o nível de esforço exigido é muito alto, fica deprimido mais rápido com o fracasso ou com a falta de progresso", enfatiza Marco.

Leia mais: Suar realmente emagrece?

Mesomorfo

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Tênis é um esporte aconselhável para todos os tipos de corpos

É geneticamente o grupo mais favorecido fisicamente, a tal ponto que um mesomorfo pode parecer um atleta, sem sê-lo.

"É o atleta clássico que não importa o que faça terá um alto desempenho", diz Marco. "Temos exemplos de jogadores de futebol que, de repente, jogam tênis, basquete, correm, nadam, fazem tudo muito bem".

O ideal é que esse tipo de pessoa é escolher esportes e exercícios que combinem força com a capacidade e a potência física, com programas de exercícios alternados, mudando constantemente entre o ganho de massa muscular e a atividade aeróbica para a resistência cardiovascular.

Tênis, futebol, remo e triatlo são esportes que se encaixam perfeitamente neste grupo, lembra o especialista.

Apesar das vantagens das pessoas mesomórficas, Marco diz ser recomendável não negligenciar a dieta porque os mesomorfos têm "uma tendência a acumular gordura, mas não ao nível do endomorfo".

"Mas também não são um ectomorfo que pode comer o que quiser que vai queimar depois devido ao metabolismo acelerado", ressalva.

Segundo Marco, conhecer o tipo de corpo é um fator importante, mas isso não significa que exercícios recomendados para um determinado grupo não possam ser realizados por outro.

O mais importante, diz ele, é saber o principal objetivo a ser alcançado, estabelecer uma rotina de exercícios, seguir uma dieta e adequar um programa específico de treinamento às características da pessoa.