Mineiro que sobreviveu a 69 dias soterrado perde tudo em enchente no Chile

AFP Direito de imagem AFP
Image caption Victor Zamora ficou soterrado por 69 dias em uma mina chilena em 2010

Um dos mineiros chilenos que ficou soterrado por 69 dias em 2010 perdeu sua casa devido às enchentes no norte do Chile.

"É uma tragédia", disse Victor Zamora à imprensa local, dizendo ter perdido tudo. Segundo ele, a água chegou enquanto todos dormiam e ele foi o único a conseguir salvar alguns pertences.

"Eu e meus vizinhos estamos tentando nos ajudar".

Leia mais: Casas chilenas revelam segredos e histórias de Pablo Neruda

Leia mais: Artista mescla 'passado e presente' para expor trauma de golpe no Chile

Dez pessoas morreram, 19 estão desaparecidas e centenas perderam suas casas nas enchentes na região do deserto do Atacama, uma das regiões mais secas do mundo.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, descreveu a situação como desoladora.

Segundo ela, muitos vilarejos estão isolados e precisam de ajuda. O número de mortos deve aumentar já que muitas pessoas seguem desaparecidas, disse ela.

As tempestades, que começaram na terça-feira à noite, interditaram estradas e causaram a queda de energia e de comunicações. Leitos de rios que estavam secos há anos foram transformados em fortes correntezas.

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Rio Copiapó transbordou, inundando ruas; tempestades bloquearam estradas e causaram queda de energia e comunicações
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Governo chileno declarou estado de emergência após enchentes

Moradores buscaram abrigo no telhado de casas ou fugiram para locais mais altos para escapar das enchentes já que ruas foram transformadas em rios que varreram tudo pelo caminho.

Muitas das minas na principal área produtora de cobre suspenderam temporariamente a produção.

Notícias relacionadas