Integrante de equipe de resgate atuando na região francesa dos Alpes (BBC)
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Germanwings: pesquisadores usam DNA para tentar identificar corpos de vítimas

Equipes que estão tentando resgatar os corpos de passageiros e tripulantes do avião da Germanwings que caiu nos Alpes dizem ter conseguido amostras de DNA de 78 das 150 pessoas que estavam na aeronave.

Mas, ao menos por agora, será uma tarefa inviável enterrar essas vítimas.

Leia mais: Imagens aéreas mostram destroços de avião que caiu nos Alpes

O estado em que ficaram os corpos torna difícil o trabalho de reunir os restos mortais de cada uma dessas pessoas.

Para alcançar o máximo possível de precisão, as equipes estão cruzando o DNA das vítimas com o de parentes.