Grã-Bretanha descobre petróleo perto de aeroporto internacional

Foto: Reuters Direito de imagem BBC World Service
Image caption Pesquisas na área de Horse Hill, no sul da Inglaterra, mostraram potencial das reservas de petróleo em terra

Uma reserva de petróleo descoberta perto do Aeroporto Internacional de Gatwick, nos arredores de Londres, pode ter até 100 bilhões de barris segundo a companhia de exploração UK Oil & Gas Investiments (UKOG).

Em 2014 a companhia perfurou um poço em Horse Hill, perto do aeroporto, e a análise deste poço sugere que a área pode conter 158 milhões de barris por milha quadrada. No entanto, a companhia admite que apenas uma parte do total de 100 bilhões de barris pode ser extraída.

Como comparação, as reservas de petróleo do Mar do Norte produziram cerca de 45 bilhões de barris em 40 anos de exploração.

"Acreditamos que fizemos uma descoberta muito importante aqui, provavelmente a maior (em terra na Grã-Bretanha) nos últimos 30 anos e acreditamos que tem importância nacional", disse Stephen Sanderson, presidente-executivo da UKOG, à BBC.

A UKOG afirma que a maior parte do petróleo está a uma profundidade que varia entre 762 metros e 914 metros.

Segundo a empresa, o poço tem "potencial para uma significativa produção diária de petróleo".

Leia mais: Até quando vão durar os preços baixos do petróleo?

Comparado com locais que têm geologia parecida nos Estados Unidos e no oeste da Sibéria, a UKOG afirma que entre 3% e 15% do petróleo existente em Horse Hill pode ser recuperado.

Riqueza subterrânea

O sul da Inglaterra produz petróleo em terra há décadas e, atualmente, há uma dezena de áreas produtoras na região.

Segundo um relatório feito pela British Geological Survey para o governo, a estimativa é de que a região pode ter reservas de óleo de xisto que variam entre 2,2 e 8,5 bilhões de barris, além de uma estimativa de 4,4 bilhões de barris de petróleo.

A UKOG afirma que perfurou o poço mais profundo na região nos últimos 30 anos e que os resultados "mudam totalmente a compreensão do potencial dos recursos de petróleo da área".

"Baseado no que descobrimos aqui, estamos esperando entre 50 e 100 milhões de barris de petróleo no solo", disse Stephen Sanderson.

Leia mais: Petróleo baixo já acende alerta para projetos como o pré-sal

"Acreditamos que podemos recuperar entre 5% e 15% do petróleo no solo, o que, em 2030, pode significar que produziremos de 10% a 30% da demanda por petróleo da Grã-Bretanha dentro da região de Weald", acrescentou.

Mais ainda?

O Imperial College de Londres está realizando pesquisas que sugerem que pode haver ainda mais petróleo na região.

O professor Alastair Fraser usou alguns dos equipamentos mais sofisticados disponíveis no mundo, baseados na Universidade de Utah, na cidade americana de Salt Lake City, para analisar amostras de rochas.

Segundo os estudos de Fraser, as reservas de Weald podem chegar a números que variam entre 13 e 40 bilhões de barris.

Leia mais: Quem ganha e quem perde com a queda do preço do petróleo?

"Agora está ficando importante. Isto é um recurso. Isto é o que está no solo. Ainda temos que tirar de lá", afirmou.