BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Vídeo mostra militantes do 'Estado Islâmico' torturando adolescente

Ahmed tinha só 14 anos quando foi pendurado pelos braços e espancado pelo grupo extremista autodenominado "Estado Islâmico", como mostra um vídeo obtido com exclusividade pela BBC.

"Naquele momento pensei na minha mãe. Pensei que morreria", diz Ahmed.

O menino foi torturado e sentenciado à morte acusado de conspirar contra o "Estado Islâmico", mas seu carrasco ficou com pena, e ele conseguiu fugir à Turquia.

O espancamento de Ahmed foi filmado por um ex-militante, que, desde então, desertou do "Estado Islâmico". Ele diz sentir muito remorso.

"Arrependo-me de cada momento. Quando me juntei ao 'Estado Islâmico', não estava convencido de que deveria torturar pessoas. Mas tinha que fazer isso. Apesar de não ter sido muito agressivo, espero que as pessoas que machiquei me perdoem."