Após 7 meses, sonda pousada em cometa 'acorda' e faz contato com a Terra

Philae (AFP / ESA) Direito de imagem AFP
Image caption Sonda Philae estava hibernando desde o final do ano passado

A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) anunciou neste domingo que a sonda exploradora de cometas Philae acordou e fez contato com a Terra.

"Olá, Terra! Você pode me ouvir?", foi a mensagem postada na conta de Twitter ligada ao projeto, acompanhada da hashtag #WakeUpPhilae (acorde, Philae)

A Philae foi a primeira sonda exploradora a aterrissar em um cometa. Ela foi lançada na superfície do cometa 67P em novembro pelo satélite Rosetta, da ESA, mas caiu em uma área sombreada.

A sonda chegou a trabalhar por 60 horas após a aterrissagem, mas como é movida a energia solar, acabou ficando sem bateria e entrou em hibernação.

O primeiro contato do robô explorador após ele voltar a operar teria ocorrido no sábado e durado 85 segundos, de acordo com uma nota publicada no blog da ESA.

Os cientistas esperariam um novo contato para este domingo.

"A Philae está indo bem. Ela está operando a uma temperatura de -35ºC e tem 24 watts (de energia) disponíveis", disse o gerente do projeto, Stephan Ulamec.

Leia mais: As cinco missões espaciais mais ousadas

Leia mais: Foto borrada mostra pouso turbulento de sonda em cometa

Segundo o correspondente de ciência da BBC, Jonathan Amos, a sonda provavelmente acordou porque o cometa se aproximou do sol, o que teria ajudado a recarregar sua bateria.

Direito de imagem ESA
Image caption Philae foi projetado para analisar a composição de cometas

"(O novo contato) também traz algum alívio (para os cientistas) porque se suspeitava que as temperaturas muito baixas que a sonda teve de enfrentar nos últimos meses pudessem danificar seus circuitos", diz Amos.

O Philae foi projetado para analisar a composição das rochas e outros materiais encontrados nos cometas.

"Já faz sete meses (que perdemos contato) e para ser sincero ninguém tinha certeza de que ele seria retomado. Há muitas pessoas muito felizes na Europa neste momento", comemorou, em entrevista à BBC, o cientista da ESA Mark McCaughrean.

Ele diz que a sonda está carregando grande quantidade de dados que os cientistas esperam poder acessar agora que ela acordou.

Leia mais: Como a ciência prevê o 'apocalipse'