Suprema Corte dos EUA legaliza casamento gay em todo país; veja reações

Reuters Direito de imagem Reuters
Image caption Casamento gay foi confirmado como direito constitucional nos EUA

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu por cinco votos a quatro que o casamento entre pessoas do mesmo sexo é um direito constitucional em todo o país.

"Como demonstram alguns autores desta petição, o casamento representa um amor que perdura até mesmo depois da morte", disse o juiz Anthony Kennedy ao publicar a decisão.

"Seria errado interpretar que estes homens e mulheres desrespeitam a noção de casamento. Eles afirmam que o respeitam tanto que querem a satisfação trazida por ele em suas vidas. Sua esperança é não serem condenados a viver na solidão, excluídos de uma das mais antigas instituições de nossa civilização."

A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Leia mais: Casamento gay gera indústria nos Estados Unidos

Este entendimento dá fim a uma década de batalhas legais em prol deste direito, que já era concedido em 37 Estados e na capital, Washington. E as leis de 14 estados que o proibiam serão inválidas a partir de agora.

Direito de imagem Reuters
Image caption Decisão foi muito celebrada do lado de fora da Suprema Corte

"Os americanos deveriam estar orgulhosos", disse o presidente dos EUA, Barack Obama, em um discurso na Casa Branca. Segundo ele, pequenos atos corajosos "fizeram o país compreender lentamente que amor é amor".

A decisão foi muito celebrada do lado de fora da Suprema Corte por cidadãos que passaram a noite acampados até seu anúncio na manhã desta sexta-feira.

Leia mais: Empresas apostam em comerciais com gays para 'modernizar imagem'

Também gerou uma grande repercussão entre autoridades e celebridades americanas e nas redes sociais, onde a hashtag #LoveWins (o amor vence, em inglês) esteve entre os assuntos mais comentados no Twitter em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Glaad, principal organização gay dos EUA, celebra decisão 'histórica'
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Empresa aérea American Airlines se manifestou a favor de entendimento da Suprema Corte
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Ator George Takei se disse emocionado com resultado de julgamento
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Cantor Ricky Martin celebrou decisão em seu Twitter
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Democrata Hillary Clinton disse ter orgulho de legalização do casamento gay
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Tim Cook, presidente da Apple, disse ser uma vitória da 'igualdade, perseverança e amor'
Direito de imagem bbc
Image caption Único deputado federal abertamente gay do país, Jean Wyllys celebrou no Twitter
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Republicano Mike Huckabee, pré-candidato à Presidência, viu decisão como 'tirania judicial'
Direito de imagem reproduo
Image caption Pré-candidato republicano, Donald Trump diz que decisão foi decepcionante