Facebook desenvolve ferramenta que pode te reconhecer mesmo sem mostrar o rosto

Direito de imagem Getty Images
Image caption Ainda sem previsão de lançamento, aplicativo analisa mais de 100 partes diferentes do corpo e usa ferramentas de reconhecimento facial e corporal

O Facebook já coleta informações de nossas fotos e inclusive sugere o nome dos seus amigos para você marcá-los quando posta imagens em que eles aparecem.

Mas agora a rede social pretende levar essa prática para um novo nível.

Uma equipe do Facebook que pesquisa inteligência artificial está trabalhando em uma ferramenta para reconhecer alguém mesmo se essa pessoa não estiver mostrando o rosto.

Leia mais: Movimento em redes sociais ‘entrega’ celebridades por gastar água durante seca na Califórnia

Leia mais: Dilma anuncia parceria com Facebook para ampliar acesso à internet

O algoritmo analisa mais de 100 partes diferentes do corpo, usando uma combinação de tecnologias de reconhecimento facial e corporal.

A ideia é que a ferramenta aprenda a reconhecer a mesma pessoa em diferentes poses e em diferentes fotos.

De acordo com a apuração da BBC, não há previsão para o lançamento dessa ferramenta.

Polêmica

Para checar se a ferramenta realmente funcionava, a equipe do Facebook a testou em 37 mil fotos e concluiu que, ao analisar imagens de 581 pessoas, o método atingiu 83% de precisão.

Image caption Facebook já enfrentou problemas por questões de privacidade ligado a programas de reconhecimento facial

O uso de ferramentas de reconhecimento facial tem criado preocupações a respeito de questões de privacidade e já causou problemas para o Facebook.

Um exemplo disso ocorreu na semana passada, quando o Facebook anunciou o lançamento nos Estados Unidos do aplicativo Moments, que permite compartilhar fotos do celular com seus amigos sem ter de postá-las.

Na Europa, o lançamento do app foi suspenso por tempo indeterminado, justamente por conta da sua ferramenta de reconhecimento facial, que permite que seus amigos no Facebook sejam identificados.

Sem uma função para que o usuário opte ou não por essa ferramenta, o aplicativo não se encaixa nas leis europeias.