Artista britânico cria esculturas inusitadas que desafiam a gravidade

Mikael Buck Direito de imagem Mikael Buck
Image caption Governo da Ilha de Man contratou o artista para chamar atenção para belos pontos locais

Quando o britânico Adrian Gray, de 54 anos, ficou doente, ele criou uma forma inusitada de terapia.

"Passava horas passeando pela praia e equilibrando rochas", conta ele.

Hoje, com uma técnica aperfeiçoada ao longo de "milhares de horas", ele transformou este hobby em arte.

Leia mais: Britânico cria tour por melhores grafites de São Paulo

Gray cria esculturas inusitadas que desafiam a gravidade ao sobrepôr pedras que se mantêm de pé graças a um fino equilíbrio.

"Quero deixar as pessoas boquiabertas com minhas obras", afirma.

Desafio único

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Gray começou a equilibrar pedras por hobby após ficar doente
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Artista afirma que esculturas se mantêm de pé só com equilíbrio

Seus mais recentes trabalhos foram feitos ao longo de um mês na Ilha de Man, no Reino Unido, e registrados pelo fotógrafo Mikael Buck.

O governo da ilha o contratou depois de sua arte ser tema de um programa de televisão.

Leia mais: Artista substitui buracos de rua por arte em mosaico

"Nossa ilha tem locais muito bonitos, e queríamos chamar atenção para eles de uma forma nova e diferente", diz a chefe do departamento de turismo local, Angela Byrne.

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Gray afirma que cada obra representa um 'desafio único'
Direito de imagem BBC World Service
Image caption Técnica foi aperfeiçoada ao longo de 'milhares de horas', segundo o artista

Gray explica que cada escultura representa um desafio único que demanda entender "a distribuição de peso, o formato e a interação particulares de cada rocha".

Por motivos de segurança, todas as esculturas criadas por ele na Ilha de Man foram removidas após serem fotografadas.

Leia mais: 'Palácio subterrâneo', metrô de Moscou completa 80 anos

A exceção foi uma transformada em uma obra permanente no parque Curraghs Wildlife, no norte da illha.

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Por segurança, quase todas as esculturas foram removidas após serem fotografadas