As formas absurdas de morrer ao fazer uma 'selfie'

Direito de imagem THINSTOCK
Image caption Fazer selfies em situações como essa pode ser perigoso e até fatal

Existem muitas formas de morrer, mas, até algum tempo atrás, não seria possível imaginar que tirar "selfies" poderia ser uma delas.

Tirar uma foto de si mesmo subindo no trilho de um trem, ou encostado à borda de um edifício monumental ou ainda se equilibrando no parapeito de uma ponte, pode ter consequências graves.

Nos últimos meses, as notícias sobre pessoas que morreram nessas circunstâncias – tirando selfies – têm se repetido com certa frequência.

Leia mais: Olhar o Facebook dos outros pode nos deixar mais tristes?

Leia mais: Garoto sobrevive após acidente em que crânio foi separado de coluna

Curtiu? Siga a BBC Brasil no Facebook e no Twitter

O site Mashable contabilizou ao menos 12 mortes de pessoas que estavam tirando selfies nos últimos meses. A última foi registrada há alguns dias: segundo informações do jornal britânico Mirror, o adolescente russo Andrey Retrovsky caiu de um edifício enquanto se fotografava no ponto mais alto de sua estrutura.

Na Rússia, inclusive, a preocupação com essa questão levou o governo a criar uma campanha informativa para alertar a população sobre os perigos desse tipo de selfies.

Direito de imagem INSTAGRAM
Image caption Há alguns dias, um jovem russo morreu ao tentar se fotografar das alturas de um edifício

"Nem um milhão de 'likes' nas redes sociais valem tanto quanto a sua vida e seu bem-estar", disse o Ministério do Interior russo depois de o país ter registrado várias mortes por causa das selfies.

Na campanha lançada pelo governo russo, foram distribuídos uma série de sinais de trânsito com desenhos de proibição em que apareciam pessoas fazendo selfies em situações perigosas, como em frente a um tigre, ou diante de um penhasco, ou em cima do telhado, se equilibrando em uma ponte, etc.

Veja abaixo uma lista com cinco situações de perigo em que as selfies tiveram consequências fatais.

1) Cair do Taj Mahal

No fim de setembro, um turista japonês morreu depois de cair das escadas da entrada do famoso monumento Taj Mahal, na Índia, enquanto tirava uma foto de si mesmo.

Direito de imagem GOBIERNO RUSIA
Image caption Imagem da campanha do governo russo para prevenir acidentes por causa de selfies

O turista, que estava acompanhado de outras três pessoas, não foi o único a cair. Um dos seus companheiros também tropeçou e quebrou uma perna.

Nesse mesmo lugar, aconteceram algumas mortes nos últimos anos de pessoas que caíram enquanto turistas tiravam selfies.

Leia mais: O que há de real por trás do mito dos Illuminati?

2) Fazer selfie com pistola

Por incrível que pareça, também há registros de pessoas que morreram ao fazer selfies com armas ou pistolas.

Foi o caso de Deleon Alonso Smith, um jovem de 19 anos do Texas, nos Estados Unidos, que morreu em agosto por um tiro na garganta disparada pela arma com a qual se fotografava.

Não foi o único caso: uma funcionária de um escritório em Moscou, de 21 anos, levou um tiro na cabeça em maio quando tentava tirar uma foto de si mesma.

Mas ela teve sorte. Não morreu, porque a arma não era letal e pertencia a um segurança que disparava balas de borracha. Ainda assim, precisou ser hospitalizada em estado crítico, segundo informações da agência de notícias russa RIA Novosti.

3) Cair da ponte ou de um edifício

Tirar selfies nos pontos mais altos de edifícios gigantes têm sido uma das "modas" mais perigosas dos últimos tempos.

Direito de imagem THINSTOCK
Image caption Fazer selfies das alturas é uma das modalidades preferidas dos "viciados" em selfies

Fotos assim têm se multiplicado nas redes sociais, com selfies sendo registradas de lugares perigosos, como em pontes e arranha-céus.

Além do caso já mencionado do jovem Retrovsky, pode-se citar o caso da universitária de 21 anos, também russa, que caiu de uma ponte próxima ao Centro Internacional de Negócios de Moscou, quando tentava tirar uma selfie com seu celular.

Leia mais: Gilmar Mendes, o polêmico ministro no caminho de Dilma e do PT

4) Ser eletrocutado em trilho de trem

Outra pessoa que acabou pagando caro por seu vício em selfies foi Anna Ursu, romena de 18 anos, que tentava tirar uma selfie perfeita e acabou morrendo de maneira inesperada no último mês de maio.

Em uma estação de trem de Iasi, na Romênia, a jovem decidiu que uma foto em um trilho de trem seria uma excelente ideia.

Quando ela subiu, porém, seu corpo ficou em chamas, e uma amiga que a acompanhava foi derrubada pela força da descarga elétrica, conforme publicou o jornal Daily Mail.

5) Ser derrubado por um touro

Tirar fotos diante de animais perigosos é outro hábito comum aos apaixonados por selfies, mas que também deve ser evitado.

Direito de imagem Getty
Image caption Tirar foto perto de animais perigosos é uma prática não recomendável também

O espanhol David González López, de 32 anos, levou uma chifrada enquanto fazia um selfie em uma das típicas festas espanholas com corridas de touros.

Ele estava na rua a certa distância do touro, tentando enquadrá-lo na selfie, quando acabou derrubado pelo animal, que avançou para cima dele. Confira a BBC Brasil no Facebook, no Twitter e no Instagram!