Homem é condenado nos EUA após matar esposa e postar foto de corpo no Facebook

AP Direito de imagem AP
Image caption Medina alegou ter atirado em defesa própria

Um homem que matou sua esposa e postou uma foto do corpo no Facebook foi condenado à prisão no Estado americano da Flórida.

Derek Medina, de 33 anos, confessou ter tirado a foto com seu celular e publicado a imagem no site. No julgamento, ele disse ter atirado oito vezes em Jennifer Alfonso, de 27 anos, em defesa própria após anos de abuso.

Ele foi considerado culpado da acusação de homicídio e aguarda a sentença. O crime ocorreu em agosto de 2013.

Medina disse que sua esposa o ameaçava com uma faca quando ele atirou nela na casa do casal em Miami. Mas promotores disseram que ela estava ajoelhada no chão.

Leia também: 'Um líder deve ter tolerância zero com violência contra mulheres', diz ONU

Ao postar a foto, Medina escreveu no Facebook que esperava ir para a prisão ou ser condenado à morte.

Promotores afirmaram que a esposa temia ser morta ao ser assassinada, já que Medina havia prometido matá-la caso ela o deixasse. Ela teria dito a amigas que planejava separar-se do marido.

"Nenhuma família deveria ver sua filha morta e então exposta a todo o mundo na internet como um troféu macabro da raiva de um marido", disse a procuradora Katherine Rundle.

Notícias relacionadas