Você já pensou em meditar durante o expediente?

iStock Direito de imagem iStock
Image caption Dez minutos por dia no escritório já podem ser suficientes na luta contra o estresse

Você já leu o mais recente estudo sobre meditação? Provavelmente não, já que um novo estudo é capaz de estar sendo publicado enquanto você lê esta frase. Há um fluxo constante de novas pesquisas e notícias sobre os benefícios da meditação e outras práticas de relaxamento.

Invariavelmente, esses trabalhos argumentam que a meditação aumenta a energia e a concentração e que ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade, além de contribuir para alterações positivas em padrões mentais.

Claro, nem todos acreditam no poder da meditação, mas para os convertidos um grande obstáculo é fazer a prática se encaixar na rotina de compromissos. Isso por si já é estressante.

Leia também: O que significa ter uma vida sexual ‘normal’?

Eis aqui uma proposta radical: comece a praticar meditação no trabalho. Sim, no trabalho. Em pleno escritório, aquele ambiente ocupado, estressante e supostamente antimeditação.

Direito de imagem iStock
Image caption Salas de reunião podem ser espaços de paz interior

O ambiente de trabalho pode ser o local ideal para meditar justamente por essas razões. Como diz o personagem de Bill Murray no filme O Fio da Navalha (1984), é muito fácil ser um homem iluminado no alto de uma montanha. É muito mais difícil atingir algum tipo de nirvana no escritório. Só que pode ser mais recompensador.

O trabalho não é apenas uma das principais causas de estresse, mas também uma vítima. Um empregado estressado e infeliz não é produtivo. Mas você pode fazer de seu escritório um lugar mais pacífico, criativo e produtivo com o efeito e a influência de sua meditação.

Leia também: 'Aceito qualquer coisa': Para voltar ao mercado, desempregados se sujeitam a cargos e salários menores

Sem falar que, para quem vive em um lar ocupado, com parceiros, crianças e menos horas de tempo particular, praticar meditação no trabalho poder ser a solução. Não precisar ser um grande comprometimento: 10 a 15 minutos por dia já são o suficiente e mesmo dois minutos podem ser úteis. A chave é se comprometer a fazer alguma coisa e o desafio é praticar sem que isso seja um fardo para sua agenda.

Encontre um espaço

Opções podem ser salas de reunião ou similares que esteja ociosas durante períodos do dia. Se o espaço está disputado, vale até o cubículo do banheiro. Ou um parque local.

Arranje tempo

A não ser em caso de emergência, o que você está fazendo pode esperar 10 ou 15 minutos, mas também é possível remarcar sua sessão de meditação para outro período do dia.

Medite. Ponto.

Não complique as coisas: dê a você mesmo objetivos fáceis, mesmo algo como uma boa respiração por dia.

Leia também: O animal 'indestrutível' que a Nasa usa para testes no espaço

A ideia é que fazer pouca coisa já provoca grande diferença. Se você gostar, você vai naturalmente e prazerosamente aumentar sua prática por quantos minutos forem confortáveis.

Direito de imagem iStock
Image caption Aplicativos, livros e sites estão à disposição para os meditadores de primeira viagem

Se você nunca meditou antes ou está voltando à prática, há uma abundância de livros, artigos, vídeos grátis e podcasts disponíveis. Comece com eles. Abaixo estão alguns exemplos:

Search Inside Yourself, de Chade-Meng Tan. Nesse livro sobre capacidade de conscientização e felicidade, Meng oferece técnicas de meditação que vão do básico a um (meu favorito) que pede para você se visualizar como um multiplicador de uma força para o bem, como se você fosse (são palavras minhas) uma espécie de super-herói budista.

Stop, Breathe and Think: este aplicativo tem um grande arquivo de meditações, todas com a mesma introdução e a voz do narrador (em inglês) é tranquilizadora ao ponto de quase fazer dormir.

The Miracle of Mindfulness: O livro escrito pelo monge vietnamita e pacifista Thich Nhat Hahn é um clássico entre os muitos de seus best-sellers por contar com um capítulo inteiro de meditações. Seus trabalhos estão disponíveis em português.

One Moment Meditation: Trata-se de uma mistura de livro, website e app com que Martin Boroson, um especialista em coaching executivo, ensina uma técnica de meditação que parte da premissa de que um minuto pode bastar para a prática do relaxamento físico e mental.

Leia a versão original desse artigo (em inglês) no site BBC Capital

Notícias relacionadas