BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 28 de janeiro, 2009 - 03h06 GMT (01h06 Brasília)
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Israel bombardeia túneis ao sul da Faixa de Gaza
 
Palestinos reconstroem túneis em Gaza no dia 26 de janeiro (Getty Images)
Israel afirma que túneis são usados no contrabando de armamentos
Aeronaves israelenses bombardearam nas primeiras horas desta quarta-feira (horário local) túneis usados para o contrabando de alimentos e armas na fronteira da Faixa de Gaza com o Egito.

Palestinos que moram próximo à cidade de Rafah afirmaram terem ouvido fortes explosões. Muitos entraram em pânico e fugiram de suas casas.

Até o momento, não há informações sobre vítimas. O governo de Israel afirma que os túneis são usados para contrabandear armamentos para o grupo militante palestino Hamas.

Este foi o segundo ataque aéreo israelense contra a região desde que Israel e o Hamas declararam um cessar-fogo nos conflitos, há pouco mais de uma semana.

A ofensiva israelense contra Gaza durou 22 dias e matou cerca de 1.300 palestinos, entre eles 400 crianças. Treze israelenses também morreram nos combates.

Os túneis construídos na fronteira com o Egito já haviam sido alvo de bombardeios israelenses durante a ofensiva, que tinha como um de seus objetivos interromper o contrabando de armamentos para o Hamas.

O contrabando, no entanto, foi retomado assim que a trégua nos conflitos foi declarada unilateralmente por Israel e pelo Hamas.

Palestinos afirmam que os túneis são usados para que alimentos e combustível cheguem à Faixa de Gaza.

Violência

Na manhã desta terça-feira, forças israelenses lançaram ataques aéreos e enviaram tanques para a região depois que um soldado foi morto e outros três ficaram feridos na explosão de um artefato plantado por militantes palestinos no lado israelense da fronteira.

Fontes palestinas informaram que houve combates perto da cidade de Khan Younis, ao sul de Gaza. Horas depois, os soldados israelenses se retiraram da região.

Pelo menos um palestino teria sido morto nos conflitos desta terça-feira.

O ataque aéreo israelense na cidade de Khan Younis deixou dois feridos.

De acordo com fontes de um hospital palestino, um dos feridos era membro do Comitê de Resistência Popular do Hamas e estava em uma moto no momento do ataque.

O outro, segundo as fontes palestinas, era um pedestre que passava pelo local.

O Exército israelense fechou todos os pontos de acesso a Gaza após o ataque desta terça-feira, impedindo inclusive a entrada de comboios de ajuda humanitária.

Diplomacia

A retomada da violência coincide com a chegada do enviado americano para o Oriente Médio, George Mitchell, à região.

Mitchell, indicado pelo presidente americano Barack Obama, se reuniu com autoridades egípcias no Cairo. De lá, ele partiu para Israel, onde deve se encontrar com autoridades nesta quarta-feira.

Na quinta, ele parte para a Cisjordânia para se encontrar com líderes da Autoridade Nacional Palestina.

Mitchell não deve se encontrar com representantes do Hamas.

Em outra frente diplomática, mediadores egípcios têm se encontrado separadamente com representantes de Israel e do Hamas para tentar negociar um cessar-fogo permanente.

O grupo palestino pede a reabertura das fronteiras de Gaza, inclusive com o Egito, e o fim do bloqueio econômico israelense.

Já o governo de Israel quer o fim dos ataques com foguetes em seu território e um maior patrulhamento da fronteira de Gaza com o Egito para tentar impedir o contrabando de armas para militantes.

 
 
Helicóptero israelense realiza ataque em Gaza Violência em Gaza
Israel lança ataque após novo confronto
Veja
 
 
Ban Ki-Moon (esq.) e Ehud Olmert Ban Ki-moon
Ataque contra ONU em Gaza foi 'inaceitável'.
 
 
Criança palestina chora em Gaza Oriente Médio
Cessar-fogo não deve pôr fim à guerra em Gaza.
 
 
palestinos em Gaza Tire suas dúvidas
Entenda o conflito entre Israel e Hamas em Gaza.
 
 
O primeiro-ministro israelense Ehud Olmert durante pronunciamento em Tel Aviv Oriente Médio
Israel anuncia cessar-fogo unilateral em Gaza.
 
 
Hosni Mubarak, presidente do Egito (arquivo) Oriente Médio
Conflito em Gaza expõe divisões na Liga Árabe.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade