BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 28 de setembro, 2005 - 18h30 GMT (15h30 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Arábicas: as boas relações de beduínos e israelenses
 

 
 
Beduínos
Beduínos e israelenses têm relação amigável no Egito
No último final de semana eu estava numa praia do Mar Vermelho, perto da cidade de Dahab – na costa sudeste do deserto do Sinai – quando passou por perto um dos muitos grupos de jovens israelenses que passam férias no Egito.

Um mergulhador egípcio que estava comigo olhou feio e disse baixinho alguns palavrões - em árabe e inglês - sobre os turistas, uma reação nem um pouco rara vinda de um árabe.

Dois dias depois peguei um táxi de um beduíno - para seguir de Dahab até Nuweba, cerca de 100 quilômetros ao norte – e cruzamos de novo com um grupo de israelenses. Perguntei como era a relação deles com os beduínos.

O motorista abriu um grande sorriso, disse “beduínos e israelenses” e começou a beijar as próprias mãos duas vezes. “Com a gente não tem problema. Beduínos se dão bem com israelenses”, disse.

Essa sim foi uma reação bem mais rara vinda de um árabe muçulmano.

Ocupação

Os beduínos do deserto do Sinai – os habitantes originais da área – viveram sob controle israelense desde a ocupação da área na Guerra de 1967 até a devolução da área ao Egito (iniciada em 1978 e encerrada em 1982).

Embora a situação tenha começado a mudar nos últimos anos, os beduínos não costumam dar muita importância a nacionalidades ou fronteiras internacionais.

Para eles, a terra onde suas tribos vivem e viajam ter o nome Israel ou Egito faz, em princípio, pouco diferença se eles conseguirem continuar a cuidar da própria vida.

E praticamente todos os relatos da vida dos beduínos no Sinai indicam que eles estavam mais satifeitos com o modo como os israelenses cuidavam da região.

Turistas

A chegada dos turistas foi o maior benefício que veio com os israeleses para os beduínos.

“Atividades de turismo organizadas, controladas pelos israelenses, foram iniciadas nas áreas ao redor de colônias (israelenses no Sinai). Grupos de turistas e de estudantes de Israel visitavam regularmente o deserto”, escreveu a pesquisadora egípcia Dina Ali, em sua tese de mestrado na Universidade da Virginia, nos Estados Unidos.

“Beduínos que viviam ao redor destas colônias trabalhavam como guias turísticos, motoristas e funcionários. Nas reservas (ambientais criadas por Israel) eles eram empregados como guardas, trabalhadores braçais e coletores de lixo”, explica a pesquisadora.

É verdade que Israel limitou o acesso dos beduínos à pesca em grande escala e restringiu os movimentos das tribos no deserto, mas relatos da época dão conta de que as tribos estavam razovelmente satisfeitas com a situação.

Devolução

Quando o Sinai foi devolvido ao Egito depois dos acordos de Camp David, assinados em 1978, o turismo na área já tinha passado dos estágios mais inciais de desenvolvimento e se mostrado um ótimo negócio.

Investidores e desempregados das grandes cidades egípcias viram nas águas azuis do Mar Vermelho grandes oportunidades – e com incentivo do governo, interessado em desenvolver o turismo – foram em massa para o Sinai.

O fluxo de turistas cresceu muito mas os negócios já não beneficiavam tanto os beduínos, mas principalmente os recém-chegados com mais dinheiro para instalar novos hotéis, restaurantes, lojas e centros de mergulho.

As restrições à movimentação dos beduínos impostas por Israel não foram levantadas e, em alguns casos, foram até dificultadas por conta do suposto envolvimento de beduínos (em alguns casos, provado) com o tráfico de drogas e de armas no deserto.

Armas que em muitos casos chegam através da Faixa de Gaza (que faz fronteira com o Sinai) para grupos militantes palestinos.

Enquanto isso, do outro lado da fronteira, soldados beduínos com cidadania israelense – originários do deserto do Negev - lutam contra estes mesmos palestinos.

 
 
66Oriente Médio
Saiba mais sobre o conflito entre Israel e palestinos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade